BP paga mais de 18 mil milhões pela explosão no Golfo do México

Explosão da plataforma no Golfo do México provocou morte de 11 trabalhadores
Explosão da plataforma no Golfo do México provocou morte de 11 trabalhadores

20,8 mil milhões de dólares (18,5 mil milhões de euros). Este é o resultado do acordo entre a BP, o Departamento de Justiça (DOJ) e cinco estados norte-americanos, na sequência da explosão do Golfo do México, em 2010. O acordo anunciado esta segunda-feira fecha, assim, uma batalha legal que durou cinco anos. Nunca uma empresa, sozinha, chegou a acordo com as autoridades por um montante tão elevado.

“A BP recebe o castigo que merece, enquanto recompensa devidamente pelos danos causados ao ambiente e à região do Golfo”, adiantou a procuradora-geral norte-americana, Loretta Lynch. Isto deve “inspirar a BP e os seus pares a tomar todas as medidas necessárias para que isto não se repita”, referiu em conferência de imprensa esta segunda-feira, citada pela imprensa internacional.

Os 20,8 mil milhões de dólares acordados superam os 18,7 mil milhões de dólares que tinham sido apontados em julho deste ano, na versão preliminar do acordo.

Cerca de um quarto deste montante (5,5 mil milhões de dólares) será pago em multas no âmbito do Clean Water Act, que regula as descargas poluentes nas águas locais. Outro quarto será pago ao cinco Estados afetados por este desastre: Alabama, Flórida, Louisiana, Mississippi e Texas.

A explosão na plataforma Deepwater Horizon resultou na morte de 11 trabalhadores em abril de 2010. A BP alcançara acordos anteriormente com outros particulares e empresas, desembolsando, nessa fase, 5,84 mil milhões de dólares.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alberto Souto de Miranda
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Governo. “Participar no capital” dos CTT é via “em aberto”

Congresso APDC

“Temos um responsável da regulação que não regula”

Congresso APDC

Governo. Banda larga deve fazer parte do serviço universal

Outros conteúdos GMG
BP paga mais de 18 mil milhões pela explosão no Golfo do México