aviação

British Airways poupa no espaço para ganhar 52 lugares extra

Companhia do grupo IAG passa a oferecer 332 assentos nos Boeing 777, contra os atuais 280 lugares disponíveis

A British Airways vai reduzir o espaço entre assentos nos seus Boeing 777 para ganhar 52 novos lugares. Atualmente existem na classe económica da companhia nove assentos por fila mas, segundo a imprensa internacional, a partir de 2018, o mesmo espaço acomodará 10 assentos.

A transportadora irá, desta forma, atacar de frente a concorrência das low-cost, esperando aumentar em um quinto a ocupação dos aviões. O espaço entre assentos vai ser menor para acomodar as alterações e também haverá mudanças no número de casas de banho disponíveis.

Atualmente os 777 da British Airways contam com 11 espaços de casa de banho, um para cada 25 passageiros e, segundo o The Independent, passará a haver 1 para cada 30.

Os desenhos da nova configuração já têm vindo a ser revelados pelos jornais especializados, que dão conta de um total de 332 assentos disponíveis para o B777, contra os 280 que atualmente existem. Na prática, hoje em dia os aviões têm uma configuração por fila de 3,3,3 que passará para 3,4,3, como a imagem abaixo mostra.

“Estamos a dar resposta às oportunidades do mercado”, afirmou Willie Walsh, CEO do grupo Internacional Airlines, a que a British Airways pertence. Com as alterações, o executivo espera conseguir melhores condições para concorrer com as adversárias de baixo custo, “reduzindo o custo médio por assento, cobrando tarifas mais baixas e estimular a procura”.

Em declarações citadas pelo Telegraph, fonte oficial da BA lembra que a adaptação da cabine dos 777 “coloca-nos em linha com os demais concorrentes e permite-nos oferecer tarifas mais baixas”.

Para além de mais lugares disponíveis, os aviões da BA contarão ainda com “novos sistemas de entretenimento e ecrãs de maior dimensão”.

A configuração que a transportadora inglesa vai agora adoptar também já foi escolhida por companhias como Air New Zealand, Emirantes ou Air France.

Além dos B777, a British Airways quer ainda colocar 12 lugares extra nos aviões A320, que fazem médio curso.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Presidente do Conselho de Finanças Públicas (CFP), Nazaré da Costa Cabral. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Linhas de crédito anti-covid ainda podem vir a pesar muito nas contas públicas

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

Apoio a rendas rejeitado devido a “falha” eletrónica

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Só 789 empresas mantiveram lay-off simplificado em agosto

British Airways poupa no espaço para ganhar 52 lugares extra