aviação

British Airways deixa de voar para o Irão a partir de setembro

EPA/ANDY RAIN
EPA/ANDY RAIN

A companhia British Airways referiu que "as operações não são atualmente comercialmente viáveis". O último voo acontece a 22 de setembro.

A companhia British Airways anunciou esta quinta-feira deixará de realizar voos diretos para a capital do Irão em setembro, porque “as operações não são atualmente comercialmente viáveis”.

A decisão anunciada esta quinta-feira ocorre depois de o Presidente norte-americano, Donald Trump, em maio ter retirado os Estados Unidos do acordo nuclear entre o Irão e as grandes potências mundiais e de ter reinstaurado sanções contra os iranianos.

Relativamente à ligação aérea, a British Airways anunciou que o seu último voo para Teerão será a 22 de setembro, com o regresso a Londres no dia seguinte.

A companhia aérea britânica tinha retomado os voos diretos para Teerão em setembro de 2016, após a suspensão do serviço em outubro de 2012, quando as relações entre a Grã-Bretanha e o Irão se deterioraram.

O Reino Unido, juntamente com os restantes membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU – França, Rússia, China e Estados Unidos – e a Alemanha, celebrou o acordo nuclear com o Irão em 2015.

Juntamente com outros países europeus, o Reino Unido disse que pretendia proteger as empresas que continuassem a fazer negócios no Irão, mas muitas desistiram depois da decisão norte-americana abandonar aquele compromisso, em maio deste ano.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Contadores Foto: Paulo Spranger

Bruxelas ainda não decidiu, mas Portugal pode avançar com redução do IVA da luz

Fotografia: Pixabay

Preços afundam em maio. Taxa de inflação cai para -0,7%

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Teletrabalho deve passar a implicar acordo escrito

British Airways deixa de voar para o Irão a partir de setembro