aviação

British Airways vai indemnizar clientes afetados por ataque informático

BRITAIN BRITISH AIRWAYS IT MELTDOWN

A companhia aérea britânica British Airways anunciou que vai contactar os clientes afetados pelo roubo informático no sentido de proceder a indemnizações às pessoas que fizeram pagamentos com cartões eletrónicos.

Mais de 380 mil pagamentos à British Airways efetuados através de cartão eletrónico foram alvo de um “sofisticado” ato de pirataria informática que a empresa de aviação diz que vai ser investigado como um “ato criminoso”.

A British Airways – que integra as empresas espanholas Iberia e Vueling, a irlandesa Era Lingus e o grupo International Airline Group — disse também que já informou as autoridades policiais britânicas.

Segundo a companhia de aviação os pagamentos afetados foram efetuados através da página da internet e da aplicação móvel da British Airways entre as 21:58 do passado dia 21 de agosto e as 20:45 do dia 05 de setembro.

A British Airways recomenda as vítimas do ataque de pirataria informática a contactar as respetivas instituições bancárias.

“Nós vamos indemnizar (os clientes) por todos os danos que possam ter sofrido”, disse hoje o diretor-geral da British Airways, Alex Cruz, em entrevista à rádio BBC 4 acrescentando que os clientes afetados vão ser contactados de “forma prioritária”.

Alex Cruz especificou que as informações que podem ter sido roubadas são referentes à identidade, endereço postal e email dos clientes assim como dados bancários: número de conta, data de validade dos carões de crédito e o código de segurança de três dígitos.

A empresa publicou pedidos de desculpa pela falha informática nos principais jornais britânicos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
António Ramalho (Novo Banco), Luís Pereira Coutinho (Banco Postal), Nuno Amado (BCP) e António Vieira Monteiro (Santander Totta). Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Transferências bancárias imediatas sim, mas com custos

Fotografia: Leonardo Negrão / Global Imagens

Lesados do Banif pedem indemnização de 100 milhões a Portugal e a Bruxelas

As associações representativas dos taxistas marcaram para esta quarta-feira uma manifestação nacional contra a promulgação pelo Presidente da República do diploma que regula as plataformas electrónicas de transporte como a Uber, Cabify, Taxify e Chaffeur Privé. Manifestação de Lisboa.
Táxis junto à rotunda do Marquês de Pombal 
( Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )

Plataformas de transportes ganham pouco com concentração dos taxistas

Outros conteúdos GMG
British Airways vai indemnizar clientes afetados por ataque informático