retalho

Bruxelas dá “luz verde” a aquisição da Sonae Sierra pela Sonae

Paulo Azevedo, Co-CEO do grupo Sonae
Fotografia: Pedro Granadeiro / Global Imagens
Paulo Azevedo, Co-CEO do grupo Sonae Fotografia: Pedro Granadeiro / Global Imagens

A Comissão Europeia aprovou esta sexta-feira a aquisição da Sonae Sierra pela Sonae, ao concluir que a operação não levanta inquietações a nível de concorrência, pois a multinacional portuguesa já detinha conjuntamente a empresa que se dedica ao ramo imobiliário.

Em 14 de julho passado, a Sonae informou que iria reforçar a sua posição na Sonae Sierra, ao concluir a compra de 20% ao grupo inglês Grosvenor por cerca de 255 milhões de euros.

A Sonae Sierra, que se dedica ao ramo imobiliário e que gere centros comerciais em todo o mundo, era detida pela Sonae (50%) e pela Grosvenor (50%), pelo que, com a aquisição agora aprovada por Bruxelas, a Sonae reforça a posição, passando a deter 70%.

“A Comissão concluiu que, uma vez que a Sonae já controlava conjuntamente a Sonae Sierra antes da operação, a aquisição não provocará uma mudança significativa no mercado. A Comissão concluiu que a aquisição proposta não levanta inquietações a nível de concorrência”, comunicou hoje o executivo comunitário.

O acordo alcançado com o grupo Grosvenor vai permitir à Sonae “reforçar a sua participação e influência num ‘player’ [numa empresa] de referência no setor do imobiliário de retalho, simultaneamente aumentando o perfil internacional do grupo”, lê-se na nota enviada pela Sonae ao mercado.

De acordo com a Sonae, este grupo inglês “continuará a ser um parceiro estratégico”, apesar de estarem “assegurados os direitos de saída adequados à sua futura condição de acionista minoritário”.

Na nota ao mercado, a Sonae ressalva ainda que a Sonae Sierra “gere e co-controla um portefólio de sete mil milhões de euros (valor de mercado) de 46 centros comerciais na Europa e na América do Sul, com uma área bruta locável de 1,9 milhões de metros quadrados”.

A Sonae Sierra está presente em 12 países, tem mais de 9.300 contratos com lojistas e gere centros comerciais que registaram, em 2017, mais de 438 milhões de visitas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
VALORES Arrábida Shopping[192606]

Valores. Empresa de comércio de ouro quer ter 230 lojas em 2021

Mário Centeno 
(EPA-EFE/PATRICIA DE MELO MOREIRA / EU COUNCIL HANDOUT  HANDOUT)

Centeno quer acordo europeu antes do verão

covid 19 portugal casos coronavirus DGS

1316 mortos e 30 623 casos de covid-19 em Portugal

Bruxelas dá “luz verde” a aquisição da Sonae Sierra pela Sonae