Automóvel

Bruxelas prepara novas etiquetas para pneus. Veja as mudanças

Atuais etiquetas de pneus estão em vigor desde novembro de 2012. (Fotografia: REUTERS/Wolfgang Rattay)
Atuais etiquetas de pneus estão em vigor desde novembro de 2012. (Fotografia: REUTERS/Wolfgang Rattay)

A partir de maio de 2021, estes produtos vão passar a ter mais informações relativas ao ruído em pisos com neve e gelo.

A Comissão Europeia está a preparar novas etiquetas para os pneus de automóveis ligeiros. O novo regulamento deverá entrar em vigor em maio de 2021 e foi aprovado esta sexta-feira pelos embaixadores da União Europeia após terem analisado o documento elaborado em conjunto pela presidência do conselho europeu e o Parlamento Europeu.

Os consumidores, com as novas etiquetas, vão poder escolher melhor os pneumáticos do seu carro, sobretudo em aspetos como a eficiência de combustível, ruído e aderência em piso molhado. Nas próximas semanas, as novas regras serão formalmente aprovadas pelo Conselho Europeu e pelo Parlamento Europeu.

Os fabricantes de pneus também vão passar a ser obrigados a registar os pneus numa base de dados.

“Agora, os consumidores vão estar melhor informados quando comprarem pneus novos, podendo escolher os mais seguros e eficientes. Isto vai ajudar a salvar vidas e a diminuir as emissões de gases com efeito de estuda no sector rodoviário”, assinala Katri Kulmuni, ministra da Economia da Finlândia, o país que atualmente preside ao Conselho Europeu. As atuais etiquetas para pneus novos estão em vigor desde novembro de 2012.

Bruxelas vai ainda dar aos fabricantes um período de transição: todos os pneus fabricados entre a data de publicação de regulamento e 30 de abril de 2021 terão de ter as novas etiquetas até 30 de novembro de 2021.

Novos símbolos

As novas etiquetas dos pneus vão passar a ter ícones para condições de aderência e de gelo, de acordo com as normas internacionais. Também vai passar a haver indicação do ruído dos pneus nestas condições, complementando a informação que já existe desde 2012. O ruído também vai passar a ser classificado com base em letras e não em ondas sonoros.

Pneus-03

Menos classes

As classes energéticas menos eficientes para medição da eficiência de consumo de combustível e de ruído de isolamento externo vão deixar de aparecer nas etiquetas. Por um lado, deixaram de se fabricar pneus das classes F e G; por outro, a informação dos pneus fica mais clara para o consumidor, argumenta a Comissão Europeia.

Enquadramento

Os transportes rodoviários são responsáveis por cerca de 22% de todas as emissões de gases com efeito de estufa na União Europeia. Os pneus, sobretudo por causa da sua resistência de rolamento, contribuem para entre 20% e 30% do consumo de combustível de um automóvel.

No futuro, a Comissão Europeia pretende que os pneus dos veículos pesados, como autocarros e camiões, também tenham, obrigatoriamente, estas etiquetas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lear Corporation

Há mais de 800 mil portugueses a trabalhar por turnos

Alexandra Leitão, ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública. (António Pedro Santos / Lusa)

Governo vai reservar verba para financiar pré-reformas no Estado

Rui

“Se Rui Rio ganhar as eleições do PSD este Governo dura quatro anos”

Outros conteúdos GMG
Bruxelas prepara novas etiquetas para pneus. Veja as mudanças