Burger King

Burger King proibe frangos criados em condições de maus tratos

Burger King
Burger King

Cadeia norte-americana vai implementar novas regras até 2024

A cadeia norte-americana Burger King anunciou que vai deixar de servir frangos criados em condições de maus tratos. As novas regras terão de ser implementadas até 2024.

A empresa de fast food norte-americana fez saber, em comunicado, que deixará de comprar frangos em aviários onde estes animais sejam criados em condições de sofrimento, defendendo que os frangos criados para alimentação são dos animais “mais abusados do planeta”.

Assim, a cadeia comprometeu-se a usar apenas frangos cuja criação cumpra as regras certificadas pela proteção dos animais (GAP). Segundo o comunicado divulgado, os frangos criados para alimentação são criados para crescer tão rapidamente que muitas vezes ficam magoados devido ao seu próprio peso. “Muitos sofrem de dores de tal forma intensa que não conseguem por-se de pé e passam a maior parte da vida sentados sobre os seus próprios dejectos”, segundo o comunicado.

“O contacto constante com detritos molhados causa perda de penas e feridas dolorosas nos frangos. Até respirar pode ser doloroso devido ao ar saturado de amoníaco para limpar os excrementos”, acrescenta o comunicado. No matadouro, “os frangos são mortos de pernas para o ar através de um corte de gargante e muitas vezes ainda estão conscientes”.

“Reconhecendo este abuso extremo, o Burger King assume o compromisso de usar apenas frangos que respeitem as regras da GAP, que definem que os fornecedores entreguem determinados padrões de frangos, que reduzam a densidade de stock das aves e ainda que melhorem a iluminação e a limpeza dos aviários e usem controlo de atmosfera.

As novas regras têm de ser implementadas até 2024.

A marca norte-americana não é a única a implementar estas regras. A Chipotle, a Quiznos e a Starbucks também se comprometeram a cumprir estes padrões.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
VALORES Arrábida Shopping[192606]

Valores. Empresa de comércio de ouro quer ter 230 lojas em 2021

Mário Centeno 
(EPA-EFE/PATRICIA DE MELO MOREIRA / EU COUNCIL HANDOUT  HANDOUT)

Centeno quer acordo europeu antes do verão

covid 19 portugal casos coronavirus DGS

1316 mortos e 30 623 casos de covid-19 em Portugal

Burger King proibe frangos criados em condições de maus tratos