restauração

Cadeia Steak’n Shake entra em Portugal e investe 2,5 milhões

Steak_2

Cadeia norte-americana aposta num conceito de steakburger e batidos americanos artesanais. Quer em cinco anos abrir 15 restaurantes em Portugal.

A cadeia norte-americana Steak’n Shake acaba de entrar no mercado português onde vai investir 2,5 milhões de euros no primeiro ano. A primeira loja abre na próxima semana no Fórum Montijo, mas há planos para expandir para Porto e Lisboa. Em cinco anos quer operar 15 restaurantes em Portugal.

Baseada num conceito de steakburger e batidos americanos artesanais, a cadeia entra em Portugal através de Nuno Canelas, responsável pela cadeia no mercado nacional. A chegada da cadeia, fundada em 1934 nos Estados Unidos e comprada há 5 anos pelo magnata de origem iraniana Sardar Biglari, insere-se num plano de expansão internacional da marca. Na Europa, foram França e Espanha os primeiros países a receber a Steak’n Shake em 2013. Neste momento, estão presentes em França (5 restaurantes), Espanha (3), Itália (3), Kuwait (2) e Arábia Saudita (1).

Stake

A loja do Montijo será a 12ª no mercado EMEA, tendo a marca investido 750 mil euros, e criados 30 postos de trabalho diretos. Previsto para setembro está a abertura de um espaço no Porto. A abertura em Lisboa deverá acontecer no primeiro semestre do próximo ano. Em cinco anos a cadeia quer abrir 15 restaurantes em Portugal.

Na zona EMEA a Steak’n Shake quer abrir 200 restaurantes em mercados como Reino Unido, Marrocos, Malta, Egipto, Emirados Árabes Unidos, entre outros. Nos Estados Unidos está em 32 dos 50 estados com 550 restaurantes.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Vieira da Silva  (A. LOPES/LUSA)

Percentagem de trabalhadores com salário mínimo recuou no 2º trimestre

A presidente do Conselho das Finanças Públicas (CFP), Teodora Cardoso. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Teodora Cardoso acusa Centeno de “falta de transparência” no orçamento

Fotografia: REUTERS/Darrin Zammit Lupi

Juncker: “Não temos de agir como a Caritas em relação a África”

Outros conteúdos GMG
Cadeia Steak’n Shake entra em Portugal e investe 2,5 milhões