transportes

Empresa portuguesa é primeira na Europa a produzir autocarros a hidrogénio

Fotografia:  REUTERS/Paulo Whitaker
Fotografia: REUTERS/Paulo Whitaker

Os primeiros autocarros de pilha de combustível com zero emissões deverão começar a sair das linhas no final do próximo ano.

A CaetanoBus, empresa do grupo Salvador Caetano especializada no fabrico de autocarros, vai ser a primeira companhia na Europa a produzir e comercializar autocarros movidos a hidrogénio com tecnologia Toyota, foi anunciado esta quarta-feira.

Em comunicado, a Toyota Caetano Portugal adianta que “os primeiros autocarros de pilha de combustível com zero emissões começarão a sair das linhas da CaetanoBus no final do próximo ano, com destino ao mercado europeu”.

Salientando ser “a primeira empresa na Europa a beneficiar da tecnologia líder de pilha de combustível da Toyota (FCEV)”, a CaetanoBus adianta que o ‘gigante’ japonês lhe irá fornecer “os seus sistemas de pilha de combustível, tanques de hidrogénio e outros componentes chave”.

“Com esta parceria a Toyota reforça o seu contributo para a criação de uma sociedade baseada no hidrogénio, promovendo a tecnologia de pilha de combustível aplicada a outros meios de transporte que não apenas os veículos ligeiros de passageiros”, destaca, considerando tratar-se de “mais um passo significativo no desenvolvimento de soluções para o transporte coletivo de passageiros com zero emissões”.

Citado no comunicado, o presidente executivo da Toyota Motor Europe, Johan van Zyl, afirma que o fornecimento dos sistemas de pilha de combustível à CaetanoBus “demonstra os muitos usos práticos e benefícios ambientais do hidrogénio para uma sociedade livre de carbono”.

“Estamos realmente animados com a perspetiva de ver os primeiros autocarros do nosso parceiro de longa data nas estradas europeias”, refere, explicando que “os autocarros a hidrogénio têm vantagens significativas em comparação com outros veículos de emissão zero, nomeadamente uma autonomia superior e um tempo de reabastecimento reduzido”, o que lhes permite “operar em rotas mais longas”, com “uma maior utilização”.

O presidente da Salvador Caetano Indústria, José Ramos, comentou, por sua vez, estar “muito orgulhoso” pelo facto de a empresa ser “a primeira na Europa a beneficiar da tecnologia líder de pilha de combustível da Toyota”, assegurando ser objetivo da companhia “demonstrar as capacidades de excelência” que detém no desenvolvimento e fabrico de autocarros.

“Acreditamos que o hidrogénio é uma ótima solução para os autocarros com zero emissões”, considerou José Ramos.

O lançamento oficial do denominado Projeto ‘Fuel Cell Bus’ aconteceu esta quarta-feira, em Lisboa, na sequência da passagem pela cidade do ‘Energy Observer’, a primeira embarcação em todo o mundo movida a hidrogénio de forma autónoma, sem emissões de gases.

O desenvolvimento deste projeto representa a extensão à CaetanoBus da já longa relação entre a japonesa Toyota e a portuguesa Salvador Caetano, que produz veículos Toyota desde 1971 e é o representante exclusivo da marca em Portugal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa. (Fotografia: Mário Cruz/ Lusa)

Carlos Costa: “Não participei nos 25 grandes créditos que geraram perdas” à CGD

Pedro Granadeiro / Global Imagens

Reclamações. Anacom acusa CTT de divulgar informação enganosa

Paulo Macedo, presidente da CGD

CGD cumpre “com margem significativa” requisitos de capital do BCE

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Empresa portuguesa é primeira na Europa a produzir autocarros a hidrogénio