mobilidade

Câmara de Lisboa lamenta falta de bicicletas partilhadas

(Sara Matos / Global Imagens)
(Sara Matos / Global Imagens)

Vereador da Mobilidade admite, em "cenário limite", cancelar com a Órbita, a empresa que fornece bicicletas para o serviço Gira.

A Câmara de Lisboa assume que está insatisfeita com a falta de bicicletas partilhadas. O vereador da Mobilidade, Miguel Gaspar culpa a Órbita pela escassez de oferta do sistema Gira e até admite cancelar o contrato com a empresa de Águeda em “cenário limite”.

“Compete à Órbita garantir a disponibilidade e isso tem falhado. Quem tem de mudar alguma coisa para garantir a disponibilidade é a Órbita. Não estamos satisfeitos com o ponto de situação atual do sistema e a EMEL está a fazer tudo ao seu alcance, dentro da gestão deste contrato, para melhorar”, adianta Miguel Gaspar em entrevista publicada esta quinta-feira pelo jornal Público. A empresa de Águeda recusou comentar estas declarações.

Atualmente, o sistema Gira está a funcionar com pouco mais de 350 bicicletas, embora a Câmara tenha contratado a disponibilidade de 700 bicicletas. Miguel Gaspar espera que esta situação esteja resolvida “algures em novembro” para iniciar a segunda fase de expansão deste serviço. Está ainda a ser considerada a expansão deste serviço a concelhos como Odivelas e Amadora.

Prevê-se que a rede de bicicletas partilhadas Gira, quando estiver concluída, conte com 140 estações e 1.410 bicicletas, com e sem assistência elétrica. Das 140 estações, 92 ficarão localizadas no planalto central da cidade, 27 na baixa e frente ribeirinha, 15 no Parque das Nações e seis no eixo entre as avenidas Fontes Pereira de Melo e da Liberdade.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
7. Aeroporto de Londres Heathrow

Oficial. Portugal fora do corredor turístico do Reino Unido

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Decisão do Reino Unido é “absurda”, “errada” e “desapontante”, diz Santos Silva

O primeiro ministro, António Costa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

António Costa admite despedimentos na TAP com menos rotas e aviões

Câmara de Lisboa lamenta falta de bicicletas partilhadas