transportes

Carris vai investir 55 milhões em nova frota em 2019

Carris e Metros de Lisboa concessionados por oito anos

Em 2019, a Carris vai contratar 216 trabalhadores e aumentar a oferta, aumentando a procura para 4,6 milhões de passageiros com passes válidos.

No próximo ano, a Carris vai alocar 54,6 milhões de euros para renovar a frota, mais do que nos últimos quatro anos. Segundo o Negócios desta manhã, a empresa de autocarros de Lisboa vai adquirir mais seis veículos totalmente elétricos e mais nove movidos a gás natural. Além disso, em 2019 a empresa prevê contratar 216 trabalhadores. O aumento da oferta vai traduzir-se em mais de 104 milhões de euros em receitas diretas.

Ao investimento em novos veículos soma-se a abertura de um concurso para mais 33 autocarros mini, e ainda para a compra de veículos articulados para entrar em circulação em 2021. Com este aumento, a oferta deverá aumentar em 7% durante o próximo ano. Com mais frota, a Carris prevê que também a procura siga a mesma tendência, com o crescimento a fixar-se em 4,6 milhões de passageiros com passes válidos, mais 3,8% em relação a 2018.

O sistema de bilhetes também será uma aposta forte em 2019. O carregamento dos bilhetes vai passar a poder ser pós-pago, através do modelo VivaGo. Quem tem passe poderá vir a ter outro tipo de vantagens, através de uma maior articulação com a EMEL.

A Carris prevê que os lucros caiam na ordem dos 33% em 2019, para 8,5 milhões de euros, uma redução de 33% face a 2018. Por outro lado, o EBITDA vai aumentar 17% para os 23,3 milhões de euros. O mesmo deve acontecer com os rendimentos, que deverão subir em 15,3 milhões de euros, impulsionados pelas compensações de obrigações de serviço público de 28,7 milhões devidas pelo acionista.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

Carris vai investir 55 milhões em nova frota em 2019