Casas em Lisboa quase três vezes mais caras do que nos arredores

O preço do metro quadrado em Lisboa aumentou, em alguns casos, mais de 37% nos últimos três anos

Os preços das casas em Lisboa não param de aumentar. Com mais procura e novos incentivos à reabilitação, os imóveis para venda chegam a estar hoje 37% mais caros do que em 2013. A justificar este crescimento está um mercado de compra e venda mais ativo, empurrado por programas de apoio ao investimento estrangeiro e novo fôlego no crédito à habitação. E o alojamento local também ajudou a inflacionar os preços.

Com o mercado imobiliário mais ativo, especialmente nas grandes zonas urbanas, há outra nuance que salta à vista - os preços das casas em Lisboa são até três vezes superiores aos das cidades dos arredores. O preço médio por metro quadrado na cidade de Lisboa era no final do ano passado de 3404 euros, o que significa que é difícil encontrar uma casa de apenas cem metros quadrados - um T3, por exemplo - por menos de 300 mil euros. No Barreiro, por oposição, o metro quadrado é de 884 euros e de 879 euros no Montijo. Mais próximo só em Cascais, onde os valores sobem para 2293 euros por metro quadrado. Em Sintra, a média é de 1219 euros e em Oeiras pagam-se 1865 euros por metro quadrado, tornando os arredores de Lisboa mais atrativos para quem quer comprar casa, mostram dados facultados pela Confidencial Imobiliário ao Dinheiro Vivo.

E mesmo dentro da cidade de Lisboa os valores variam e muito. A freguesia mais cara é a de Santo António, que envolve a Avenida da Liberdade e o Príncipe Real, onde o metro quadrado sobe para 5254 euros. Em Santa Maria Maior, Avenidas Novas e freguesia da Misericórdia, pagam-se mais de 4000 euros por metro quadrado.

Dentro de Lisboa, a zona mais barata é Santa Clara. Na freguesia que substituiu as antigas freguesias da Charneca e Ameixoeira os valores praticados são 1531 euros por metro quadrado. Marvila e Beato são as duas outras zonas de Lisboa onde os valores estão abaixo dos 2000 euros por metro quadrado, as restantes praticam preços bastante superiores.

Um estudo da JLL mostra que o mercado tem crescido especialmente no segmento premium, com o surgimento de novos projetos, especialmente para investidores com maior poder financeiro. Ao todo, a consultora imobiliária contou 800 novos fogos em 2016, estimando preços entre 3500 e 8000 euros por metro quadrado, nas principais zonas da capital. Neste segmento premium, de casas mais luxuosas, a subida de preços é da ordem dos 19% nos últimos três anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de