Centros comerciais apoiam lojistas em 305 milhões de euros

Mais de 87% dos lojistas já fecharam acordo para receberem ajuda dos membros da Associação Portuguesa de Centros Comerciais.

Os lojistas dos centros comerciais vão receber apoios de 305 milhões de euros durante 2020. Mais de 87% dos lojistas já chegaram a acordo com os membros da APCC - Associação Portuguesa de Centros Comerciais para beneficiarem de ajuda depois do encerramento dos seus espaços entre meados de março e o final de maio. O anúncio foi feito a poucos dias da reabertura dos centros comerciais na Grande Lisboa, prevista para segunda-feira.

Descontos, incentivos aos lojistas, redução dos custos de operação e o diferimento do pagamento de rendas para 2021 e 2022 são as principais medidas previstas neste pacote de ajuda.

"Tal como na crise económica de 2010-2012, sabemos como fazer face a estes desafios assegurando a viabilidade do sector do retalho e de toda a sua cadeia de valor, que emprega mais de 100 mil pessoas de forma dircta e 200 mil de forma indireta”, destaca António Sampaio de Mattos, presidente da associação, citado em nota de imprensa.

A APCC integra um total de 93 centros comerciais em Portugal, com 8600 lojas. Isto corresponde a mais de 90% da área bruta de centros comerciais em solo português.

Para prevenir contágios por covid-19, os centros comerciais estão limitados a um máximo de 5 visitantes por cada 100 m2 de área destinada ao público.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de