restauração

Chakall abre mais um restaurante e vai tornar-se cidadão português

Chakall é um dos chefs em acção

Mais de 20 anos depois de chegar a Portugal, o chefe argentino Chakall inaugurou o terceiro restaurante em Lisboa e anunciou que vai ser "tuga"

Mais de 20 anos depois de chegar a Portugal, o chefe argentino Chakall, que inaugurou esta semana o seu terceiro restaurante em Lisboa, num investimento de cerca de 350 mil euros, anunciou que se vai tornar cidadão português.

O chefe, nascido em Tigre (Buenos Aires) há 46 anos, emprega atualmente cerca de 80 trabalhadores e já investiu quase 1,5 milhões de euros nos seus negócios em Portugal, o país que “adora” e que escolheu para viver.

“Vou ser tuga, com muito amor. Adoro este país, tenho uma mulher portuguesa, uma filha portuguesa e vou fazer o exame de português no dia 27 de abril”, disse, sorridente, o chefe conhecido pelos seus emblemáticos e coloridos turbantes.

Chakall garantiu à Lusa que não vai adquirir a nacionalidade portuguesa para ter um passaporte europeu, mas sim porque já se sente “tuga” e quer continuar a valorizar os produtos portugueses a nível internacional.

“Tenho o objetivo de levar os produtos portugueses para fora, fazendo parcerias com outras marcas”, adiantou o chefe, que se associou recentemente à Fortunna para levar até à Turquia os produtos de carne desta empresa bracarense .

O chef que faz consultoria para restaurantes em São Tomé e Príncipe (Bom Bom, do grupo hoteleiro sul-africano HDB) e na China (Super Bock – Beer & Gastronomy Restaurant) vai também desenhar uma linha de facas para a empresa japonesa Kai.

Chakall gere atualmente a Cozinha Divina, empresa de ‘catering’ e eventos, fundada em 2011, o El Bulo Social Club, que abriu em fevereiro de 2016, o Refeitório Senhor Abel e o Heterónimo BAAR, em Marvila (Lisboa), desde 2017, e abriu no mesmo ano o Areal Beach Bistrot, na praia da Areia Branca (Lourinhã) onde dá prioridade à valorização dos produtos horticolas e frutas do Oeste.

O novo restaurante, L’Origine, no Parque das Nações é vocacionado para a gastronomia italiana, tal como o anterior Refeitorio Senhor Abel, mas oferece opções mais saudáveis como a ‘pizza’ sem glúten, adiantou.

Em 2018, os espaços “by Chakall” e a organização de eventos faturaram aproximadamente 1,9 milhões de euros.

A partir do segundo semestre, o chefe vai lançar-se num novo desafio, pela primeira vez fora da restauração.

“Vou fazer um alojamento totalmente ecológico no litoral alentejano”, contou Chakall, sem querer revelar mais pormenores sobre o projeto turístico.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Facebook's founder and CEO Mark Zuckerberg reacts as he speaks at the Viva Tech start-up and technology summit in Paris, France, May 24, 2018. REUTERS/Charles Platiau - RC11ABE16B10

Abusos nos dados privados pode custar ao Facebook entre 3 a 5 mil milhões

Foto: Global Imagens

Jovens licenciados portugueses com maior probabilidade de terem salários baixos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa,  intervem durante a sessão solene comemorativa dos 45 anos da Revolução de 25 de Abril na Assembleia da República em Lisboa, 25 de abril de 2019. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Presidente da República pede “mais ambição” para resolver problemas

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Chakall abre mais um restaurante e vai tornar-se cidadão português