correios

Champalimaud propõe novo chairman para CTT

(Miguel Pereira/Global Imagens)
(Miguel Pereira/Global Imagens)

O actual chairman, António Gomes Mota, manifestado a sua indisponibilidade para o exercício de funções num novo mandato a ter início a 2020, diz CTT.

Raúl Galamba foi o nome proposto por Manuel Champalimaud para presidir ao futuro conselho de administração dos CTT, anunciou o operador postal.

A decisão surge depois de o actual chairman, António Gomes Mota, ter manifestado a sua indisponibilidade para o exercício de funções num novo mandato a ter início a 2020. Nessa sequência “a acionista Manuel Champalimaud, SGPS SA informou a Sociedade que, em conjunto com outros acionistas, endereçou um convite ao eng. Raúl Galamba de Oliveira, por este aceite, para integrar a lista de membros dos órgãos sociais, como presidente do conselho de administração, que vai ser submetida à próxima Assembleia Geral anual dos CTT”, comunicou a empresa.

Raúl Galamba foi sócio-sénior da McKinsey & Company, no sector de serviços financeiros. Foi diretor-geral dos escritórios de Portugal e Espanha, responsável global da prática de gestão de risco e membro do conselho de administração global. Atualmente, é consultor e administrador de diversas empresas em Portugal e Espanha.

O profissional é administrador não executivo da José de Mello Capital, presidente do conselho de administração da Fundação Manuel Violante e sócio da Argento Capital Partners, segundo a informação que consta no seu currículo no LinkedIn.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Orçamento suplementar mantém despesa de 704 milhões de euros para bancos falidos

Jorge Moreira da Silva, ex-ministro do ambiente

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Acordo PS-PSD. “Ninguém gosta de um planalto ideológico”

Mario Draghi, presidente do BCE. Fotografia: Reuters

Covid19. “Bazuca financeira tem de fazer mira à economia, desigualdades e clima”

Champalimaud propõe novo chairman para CTT