Construção

China Communications Construction pondera comprar 30% da Mota-Engil

Mota-Engil (Mario Proenca/Bloomberg)
Mota-Engil (Mario Proenca/Bloomberg)

A informação do interesse da construtora chinesa na construtora nacional está a ser avançada pela agência noticiosa Bloomberg.

A China Communications Construction Co (CCCC) está a avaliar a compra de 30% da Mota-Engil, expandindo internacionalmente o seu negócio, noticia hoje a agência Bloomberg.

Citando fontes ligadas ao processo, a agência revelou que a operação está numa fase inicial, pelo que ainda não é certo que a empresa chinesa avance com uma proposta formal, podendo ainda surgir outros interessados na compra.

De acordo com a mesma fonte, o objetivo da empresa chinesa em comprar parte da construtora é reforçar a sua presença internacional.

Fonte oficial da CCCC, contactada pela Bloomberg, escusou-se a comentar a informação.

Em resposta à Lusa, fonte oficial da Mota-Engil também não quis comentar o processo, afirmando ser “um tema que diz respeito aos acionistas”.

Fundado em 1946, o grupo Mota-Engil está presente em três continentes e 28 países e tem participações em cerca de 280 empresas.

A empresa é, maioritariamente, detida pela família Mota, através da FM – Sociedade de Controlo, com uma participação de 65%.

Pelas 15:51 em Lisboa, as ações da Mota-Engil seguiam a subir 4,14% para 1,91 euros no PSI20, principal índice da bolsa de Lisboa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Presidente do Conselho de Finanças Públicas (CFP), Nazaré da Costa Cabral. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Linhas de crédito anti-covid ainda podem vir a pesar muito nas contas públicas

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

Apoio a rendas rejeitado devido a “falha” eletrónica

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Só 789 empresas mantiveram lay-off simplificado em agosto

China Communications Construction pondera comprar 30% da Mota-Engil