Cimentos: Holcim e Lafarge estão a negociar fusão

Cimpor produz mais em Moçambique
Cimpor produz mais em Moçambique

A cimenteira suíça Holcim anunciou ontem que estão em “fase avançada” as negociações com os franceses da Lafarge tendo em vista uma possível fusão. A consumar-se o casamento entre as duas ex-acionistas da Cimpor, nascerá a maior cimenteira do mundo.

Leia também: Cimpor fechou 2013 com prejuízos de 15,3 milhões

“Holcim e Lafarge acreditam que, dada a forte complementaridade da sua carteira e a proximidade cultural entre as duas empresas, tem lógica considerar uma fusão potencial que pode trazer benefícios significativos para os clientes, colaboradores e acionistas”. A quebra na procura de materiais de construção, devido à recessão da economia mundial, levou a que algumas das fábricas estejam a funcionar abaixo da capacidade.

Os responsáveis da cimenteira suíça dão conta de que as conversações decorrem baseadas em “princípios coerentes com uma fusão entre de iguais e ancorada nos pontos fortes e identidade de cada uma das companhias”, mas sublinham que “não há qualquer garantia que as negociações conduzam a um acordo definitivo”.

A fusão entre a Holcim e a Lafarge, antigos acionistas de referência da Cimpor, que veio a ser adquirida em 2012 pelos brasileiros da Camargo Corrêa, dará origem à maior cimenteira do mundo, com um valor de mercado de 35 mil milhões de euros. A operação permitiria a ambas as empresas reduzir custos, combinando as suas operações produtivas. Já em agosto, a Holcim concordara em trocar ativos na Alemanha e República Checa com a Cemex SAB, a maior fabricante de cimento nas Américas, para melhorar a rentabilidade das suas fábricas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro critânico, Boris Johnson, (E) recebe a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen (D) no n.º 10 de Downing Street em Londres.  EPA/ANDY RAIN

Empresas portuguesas têm curso online sobre o brexit

Ilustração: Vítor Higgs

Espanhóis e chineses na corrida para entrar no capital do EuroBic

Procurador-Geral da República de Angola, Hélder Pitta Grós (EPA/MARIO CRUZ)

PGR angolano afasta mais arguidos portugueses no caso Isabel dos Santos

Cimentos: Holcim e Lafarge estão a negociar fusão