Seguros

Cinco Días: Tranquilidade posta à venda. Espanhóis e belgas interessados

Jan de Pooter, CEO Tranquilidade (Foto: Filipa Bernardo/ Global Imagens)
Jan de Pooter, CEO Tranquilidade (Foto: Filipa Bernardo/ Global Imagens)

Mapfre e Ageas - que comprou a Axa em Portugal - são apontados à compra da Seguradora Unidas. Generali, Zurich e Allianz também estão na lista.

Desde setembro que correm as notícias de uma possível venda da Seguradoras Unidas, a holding que controla a Tranquilidade e a Açoreana. Esta sexta-feira, é dado conta que os espanhóis da Mapfre e os belgas da Ageas – que compraram a Axa Portugal em 2016 – estão entre as cinco seguradoras interessadas em comprar a Seguradoras Unidas ao fundo norte-americano Apollo, escreve o jornal espanhol Cinco Días. O processo deverá estar concluído até ao princípio do verão, ou seja, até ao final de junho. Está em causa a venda da segunda maior seguradora em Portugal, com uma quota de mercado de 15%.

A Mapfre é uma das seguradoras nomeadas pelo jornal. Fontes ligadas a esta empresa dizem que a Tranquilidade terá partilhado o seu guia de venda com um “grande número de seguradoras” mas não comentam oficialmente o interesse na seguradora comprada ao Novo Banco em 2015. A Mapfre é a primeira seguradora em Espanha e está presente em Portugal desde 1986. Em 2016, ficou com o negócio de Vida do Barclays em Portugal. A quota de mercado da Mapfre é de 2% no mercado português, o que corresponde ao nono lugar.

Os belgas da Ageas são o segundo candidato à compra da Seguradoras Unidas. A Ageas Portugal – a terceira maior seguradora nacional, com 13% de quota de mercado – já tinha admitido, no final de outubro, o interesse na Tranquilidade. “Olhamos para ela, temos de o fazer, mas tem de encaixar na nossa estratégia e depende do preço”, respondeu Bart De Smet, presidente executivo do grupo belga, em entrevista ao Dinheiro Vivo.

A publicação espanhola nomeia ainda mais três seguradoras como potenciais interessadas na compra da seguradora portuguesa: os italianos da Generali, os suíços da Zurich – com uma quota de mercado de 5% em Portugal – e os alemães da Allianz – com uma quota de mercado de 10%.

O mercado segurador português é liderado pela Fidelidade, com uma quota de mercado de 27%.

Preço elevado

Os norte-americanos da Apollo estão a realizar um processo de venda organizado da Tranquilidade, que está a ser assessorado pelos espanhóis da Arcano, grupo trazido para Portugal em março de 2017 por Jorge Tomé, ex-presidente do Banif.

Leia mais: Cartel: Fidelidade e Multicare pagam 12 milhões, ex-Tranquilidade escapa

Os donos da Tranquilidade terão posto à venda a seguradora por 600 milhões de euros mas este valor é considerado demasiado elevado para várias seguradoras. Isto já terá afastado grande parte dos potenciais candidatos à compra da Tranquilidade, acrescenta o jornal Cinco Días.

(Notícia corrigida às 13h00: A versão anterior desta notícia referida que a Mapfre apenas tinha entrado em 2016. Na verdade, a seguradora espanhola está presente em Portugal desde 1986.)

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Turismo em crise já pensa no day after

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo estima que mais de um terço dos empregados fique em lay-off

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Folga rara. Custo médio do petróleo está 10% abaixo do previsto no Orçamento

Cinco Días: Tranquilidade posta à venda. Espanhóis e belgas interessados