farmacêuticas

Duas OPA à Cipan avançam quarta-feira

Farmacêuticas

O regulador de mercado registou duas operações

A CMVM registou a Oferta Pública de Aquisição (OPA) geral e obrigatória da Lusosuan sobre a Cipan, assim como a oferta pública parcial e voluntária da Chartwell Pharmaceuticals sobre a mesma empresa.

Segundo o comunicado divulgado pelo regulador de mercado o conselho de administração da CMVM deliberou “registar a oferta pública de aquisição geral e obrigatória preliminarmente anunciada pela Lusosuan, SGPS, Unipessoal, Lda., no dia 23 de setembro de 2016 sobre a totalidade das ações representativas do capital social da Cipan – Companhia Industrial Produtora de Antibióticos”.

A contrapartida oferecida pela Lusosuan é de 0,16 euros por ação da Cipan.

A oferta decorrerá entre as 8:30 horas do dia 14 de junho de 2017 e as 15:00 horas do dia 11 de julho de 2017, podendo as respetivas ordens de venda ser recebidas até ao termo deste prazo. Os detentores das ações que aceitem a oferta poderão revogar as suas declarações de aceitação até às 15.00 horas do dia 6 de julho de 2017, explica o regulador.

Os resultados serão apurados a 12 de julho e da responsabilidade do Haitong Bank.

A CMVM deliberou ainda a registar a oferta pública de parcial e voluntária preliminarmente anunciada pela Chartwell Pharmaceuticals, no dia 25 de agosto de 2016, sobre um máximo de 2.000.000 (dois milhões) de ações representativas de cerca de 8,18% (oito vírgula dezoito por cento) do capital social da Cipan – Companhia Industrial Produtora de Antibióticos, S.A. A contrapartida oferecida pela Lusosuan é de € 0,45 por ação da Cipan.

A oferta decorrerá entre 14 de junho de 2017 e as 15:00 horas do dia 28 de junho de 2017, podendo as respetivas ordens de venda ser recebidas até ao termo deste prazo. Os resultados da oferta serão apurados em sessão especial de mercado da Euronext Lisbon que se espera venha a ter lugar em 29 de junho de 2017.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dívida pública está nos 130,3%

Endividamento da economia atinge novo recorde em abril

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva, fala perante a Comissão de Trabalho e Segurança Social, na Assembleia da República, em Lisboa, 26 de junho de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

Mais 93 mil novas pensões atribuídas até julho

Luís Lima, APEMIP

Imobiliárias temem fuga de clientes com nova lei de combate ao branqueamento

Outros conteúdos GMG
Duas OPA à Cipan avançam quarta-feira