media

CMVM suspende negociações de ações da Cofina e Media Capital

TVI

Em causa estão notícias que dão conta de negociações exclusivas entre dona do Correio da Manhã e da TVI para a compra da estação

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) suspendeu a negociação das ações da Cofina e da Media Capital “aguardando a divulgação de informação relevante ao mercado”.

A decisão do regulador de mercado surge depois de o Expresso ter avançado de que o grupo de Paulo Fernandes teria fechado um memorando para negociações exclusivas com a Prisa para a compra da TVI, a estação do grupo Media Capital. Cofina e Prisa não comentaram esta informação quando contactados pelo Dinheiro Vivo.

Há várias semanas que no mercado circulava a informação de que a Cofina iria avançar com uma oferta pela TVI, rumor que se adensou quando foi oficializada a saída de Rosa Cullell do cargo de CEO da Media Capital, dando lugar a Luís Cabral.

Com esta decisão do regulador as duas empresas terão de informar o mercado sobre se efetivamente estão a decorrer negociações para a venda deste ativo.

A concretizar-se será uma nova tentativa de compra da TVI depois da falhada operação de aquisição da estação pela Altice Portugal. A dona do Meo tinha oferecido 440 milhões de euros pela estação, mas o negócio falhou depois de a operadora não ter avançado com mais remédios junto da Autoridade da Concorrência, que elencou uma série de impactos negativos que este negócio poderia ter em diversos sectores.

O avanço do grupo dono do Correio da Manhã e da CMTV surge, todavia, num momento diferente da estação. Depois de mais de uma década na liderança das audiências nacionais, a TVI tem vindo a perder share, tendo em fevereiro a concorrente SIC passado a liderar as audiências no total de dia.

Em julho a SIC voltou a assegurar a liderança das audiências de televisão em Portugal com um share de 21,2% no total do dia. A estação do grupo Impresa viu o share recuar 0,9 pontos percentuais (pp) face a junho, mas está a 4,8 pp da TVI, que registou um share de 16,4%, tendo perdido 0,6 pp face ao mês anterior.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), acompanhado pelo ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). ANTÓNIO COTRIM/LUSA

UTAO: Carga fiscal é “ainda maior” do que a prevista pelo Governo

Lisboa, 01/10/2013 - Decorreu esta tarde na Fundação Champallimaud a Assembleia Geral da Zon Optimus 
Isabel dos Santos, accionista da Zon Optimus e Mário Silva, Zopt
(Diana Quintela/Global Imagens)

Administradores da NOS envolvidos no Luanda Leaks renunciam

Tchizé dos Santos,filha do ex-presidente da República angolano. (JOÃO RELVAS/LUSA)

Irmã de Isabel dos Santos desafia empresária a devolver 75 milhões a Angola

CMVM suspende negociações de ações da Cofina e Media Capital