media

CMVM vai manter suspensão das ações da Cofina e da Media Capital

Cofina vê subir lucros o ano passado

O regulador da bolsa quer mais informação sobre as negociações entre a Cofina e a Prisa. A dona do Correio da Manhã quer comprar a dona da TVI.

A suspensão da negociação das ações da Cofina e da Media Capital vai manter-se até as empresas fornecerem mais informação ao regulador da bolsa sobre uma eventual operação de concentração.

A Cofina, dona do Correio da Manhã, confirmou ontem ao mercado que está a negociar com a Prisa, “em regime de exclusividade”, a compra dos 94,96% que a espanhola detém na Media Capital, que controla a TVI, uma operação que foi noticiada pelo Expresso.

Há várias semanas que no mercado circulava a informação de que a Cofina iria avançar com uma oferta, rumor que se adensou quando foi oficializada a saída de Rosa Cullell do cargo de CEO da Media Capital, dando lugar a Luís Cabral.

“Nos termos da lei, a suspensão de negociação mantém-se pelo tempo estritamente necessário à regularização da situação que lhe deu origem”, afirmou uma porta-voz da CMVM.

À hora de suspensão da negociação das ações, ocorrida ontem, a Cofina seguia a valorizar 6,71% para 0,445 euros.

A Altice, dona do Meo, já tinha tentado comprar a dona da TVI, oferecendo 440 milhões de euros. Mas a operação morreu depois da Autoridade da Concorrência exigir mais condições para aprovar a compra.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
EPA/MICHAEL REYNOLDS

Ação climática. Portugal vai ter de gastar mais de um bilião de euros

EPA/MICHAEL REYNOLDS

Ação climática. Portugal vai ter de gastar mais de um bilião de euros

2. Fazer pagamentos à frente do empregado

Consumo: seis em cada 10 portugueses paga as compras a prestações

Outros conteúdos GMG
CMVM vai manter suspensão das ações da Cofina e da Media Capital