media

Cofina admite lançar OPA sobre dona da TVI

TVI

A negociação das ações da Cofina e Media Capital estão suspensas desde quarta-feira

A Cofina admite lançar uma OPA sobre a Media Capital, grupo dono da TVI, informou o grupo de Paulo Fernandes, em comunicado enviado ao mercado. O grupo dono do Correio da Manhã, bem como a Media Capital, tem a negociação das ações suspensa desde quarta-feira.

Cofina e Prisa já confirmaram que estão negociações exclusivas – agora sabe-se que essa exclusividade é válida “durante um período de 30 dias, que pode ser prorrogado por vontade das partes” – para a venda da participação do grupo espanhol sobre a Media Capital.

“No âmbito de tais negociações, prevê-se que a Cofina venha a adquirir à Prisa a totalidade do capital social na Vertix, SGPS, S.A. (“Vertix”), sociedade comercial através do qual a Prisa detém ações representativas de 94,69% do capital social e dos direitos de voto da Media Capital, ao invés de proceder diretamente à aquisição da participação na Media Capital”, informa a Cofina.

“Caso as negociações com a Prisa sejam concluídas com a celebração de um contrato de compra e venda – que incluirá os termos e condições que venham a ser acordados entre as partes para o negócio -, a Cofina procederá simultaneamente à divulgação de um anúncio preliminar de oferta pública de aquisição sobre as ações remanescentes da Media Capital (“OPA”)”, refere o grupo de Paulo Fernandes.

Mas, atendendo, em particular, “à reduzida liquidez das ações da Media Capital, a Cofina antecipa que, caso venha a ser anunciada uma OPA sobre a Media Capital, a CMVM designe um auditor independente para fixar a respetiva contrapartida”, ressalva o grupo. Ou seja, caberá ao regulador de nomear auditor que irá determinar preço por ação.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: D.R.

Renováveis baixaram fatura da luz em 2,4 mil milhões em dez anos

TVI

Compra da TVI pela Cofina deverá ter luz verde dos reguladores

Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Exportações de calçado crescem 45% para a China e 17% para os EUA

Outros conteúdos GMG
Cofina admite lançar OPA sobre dona da TVI