Cofina vota aumento de capital até 85 milhões de euros a 29 de janeiro

Acionistas foram convocados para uma assembleia-geral a 29 de janeiro, para deliberarem sobre aumento do capital social da Cofina.

A Cofina convocou os acionistas para uma assembleia-geral com o objetivo de deliberar sobre o aumento de capital do grupo, num montante máximo de 85 milhões de euros. Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a dona de títulos como Correio da Manhã, Jornal de Negócios e Record indica que o aumento de capital irá operar-se por "emissão de novas ações que podem ser de uma ou mais categorias permitidas por lei ou pelos estatutos, com ou sem prémio de emissão".

A 20 de setembro deste ano, foi celebrado um contrato de compra e venda das ações entre a Cofina e a Prisa, com vista à aquisição de ações representativas de 100% do capital social da Vertix - que detêm 94,69% da Media Capital.

No dia seguinte, a Cofina anunciou a sua intenção de lançar uma oferta pública geral e voluntária de aquisição da totalidade das ações da Media Capital. O aumento do capital social estava já perspetivado como condição do contrato de compra e venda.

"Duas das condições suspensivas a que o contrato de compra e venda se encontra sujeito são a aprovação e execução de um ou mais aumentos do capital social da Sociedade por novas entradas em dinheiro, no montante necessário para, conjuntamente com a parcela de financiamento bancário a contrair, financiar a aquisição da participação direta da Prisa na Vertix e indireta na Média Capital, e a subsequente inscrição do aumento de capital na Conservatória do Registo Comercial", pode ler-se no comunicado enviado ao regulador.

A assembleia-geral decorrerá a 29 de janeiro, pelas 11 horas, na sede social do grupo, no Porto.

Têm direito a participar na reunião de assembleia-geral, quem, a 22 de janeiro, for titular de, pelo menos, uma ação representativa do capital social da dona do Correio da Manhã. A Cofina explica como funcionará esta participação, assim como o exercício do direito de voto, numa nota enviada ao regulador do mercado.

(Notícia atualizada pela última vez às 20:07)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de