Comboios históricos voltam ao Douro e ao Vouga até outubro

CP aposta em circulações todos os sábados (e alguns domingos) entre junho e outubro para promover turismo ferroviário nas duas regiões.

Ainda em tempo de pandemia, a CP aposta no turismo sobre carris para o verão. Dias 5 e 12 de junho, vão regressar os comboios históricos do Douro e do Vouga. Serão postas em marcha composições clássicas, devidamente recuperadas pela transportadora e que permitirão aos entusiastas dos comboios conhecerem as paisagens de duas regiões portuguesas.

O comboio histórico do Douro regressa aos carris no sábado 5 de junho. No sábado seguinte, 12 de junho, será a vez do comboio histórico do Vouga, que percorre a única linha em via estreita de Portugal.

Na primeira quinzena de junho, a lotação estará limitada a dois terços dos lugares disponíveis. A partir de 19 de junho, os dois comboios poderão circular na máxima capacidade, conforme determinado na reunião do Conselho de Ministros da passada quarta-feira.

Douro

A campanha de 2021 do comboio que liga as estações da Régua e do Tua vai decorrer entre 5 de junho e 30 de outubro. No total, estão previstas 33 circulações de ida e volta, em todos os sábado e nos domingos entre 1 de agosto e 10 de outubro.

A composição inclui cinco carruagens de madeira, datadas do início do século XX e a locomotiva a vapor, de 1925, percorrendo o percurso habitual pelo Património Mundial da Humanidade, com paragem na vila do Pinhão.

Antes da partida do comboio, na estação, há uma receção aos clientes, com danças e cantares regionais, distribuição de águas, vinho de Porto e rebuçados da Régua. O comboio parte da Régua às 15h28 e chega às 18h26.

Programa de um dia, com partida da Régua pelas 15h28 e regresso pelas 18h26 com paragem no Pinhão, seguindo até ao Tua e regresso.

O preço do bilhete no comboio histórico do Douro varia entre os 45 euros para adultos e 20 euros para crianças (dos 4 aos 12 anos), e são também disponibilizados descontos de 25% na compra de viagens combinadas a partir de qualquer ponto do país.

Em 2020, a campanha decorreu entre 01 de agosto e 10 de outubro, tendo arrancado mais tarde devido à pandemia de covid-19.

O programa do Comboio Histórico na Linha do Douro arrancou no final da década de 90.

Vouga

O comboio histórico do Vouga vai circular entre Aveiro e Macinhata do Vouga entre 12 de junho e 9 de outubro. Cinco carruagens históricas serão rebocadas por uma locomotiva diesel Alstom 9004.

Devido ao risco de propagação de incêndios florestais, a CP não pode pôr em marcha durante o verão a locomotiva a carvão e água E214, fabricada pela casa alemã Henschel & Sohn.

No Vouga, o comboio partirá da estação de Aveiro às 13h40, com destino a Macinhata do Vouga, efetuando uma paragem em Águeda, para entrada de passageiros.

A composição vai permanecer cerca de hora e meia em Macinhata do Vouga, para um programa que inclui uma visita ao Museu Ferroviário, animação de um grupo de danças e cantares tradicionais e uma exposição de produtos típicos da região.

No regresso, a partida do comboio é feita pelas 16h25, com paragem em Águeda, durante cerca de 27 minutos, num programa que inclui uma visita guiada ao centro histórico da cidade e à zona ribeirinha. O comboio chega a Aveiro pelas 19h07.

O comboio histórico do Vouga não circulou em 2020 devido ao coronavírus. No ano anterior, em 15 circulações, a taxa de ocupação foi de 76%, segundo a CP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de