Metro de Lisboa

Composições do Metro de Lisboa operacionais a 85% no final de julho

Metro de Lisboa. (Orlando Almeida / Global Imagens)
Metro de Lisboa. (Orlando Almeida / Global Imagens)

O Metropolitano de Lisboa estimou que no final de julho 85% das composições que constituem a frota vão estar operacionais.

O Metropolitano de Lisboa estimou hoje que no final de julho 85% das composições que constituem a frota vão estar operacionais, depois de o ministro do Ambiente ter previsto que o material necessário estaria disponível em maio.

Ainda segundo a empresa, prevê-se, aquando da implementação dos horários de inverno, “a plena capacidade do seu material circulante”.

Em 14 de fevereiro, em comissão parlamentar, o ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, reconheceu a existência de problemas no Metro de Lisboa, salientando que estavam a ser resolvidos e que, em maio, o serviço iria ter o material de que necessitava.

“Temos um problema [no Metro de Lisboa] e estamos a solicitar a [disponibilidade] de eletromecânicos para depressa podermos recuperar as UT [unidades triplas] que temos”, afirmou João Matos Fernandes.

Questionado pela agência Lusa sobre o estado do material circulante e a previsão de quando iria começar a rodar, o Metropolitano de Lisboa reconheceu, igualmente, que “por dificuldades económicas orçamentais reduziu significativamente os trabalhos de manutenção pesada do seu material circulante nos últimos cinco anos”.

“Desde janeiro de 2017 que a empresa se encontra a desenvolver os trabalhos necessários à recuperação do material circulante e da infraestrutura, estimando-se que, no final do próximo mês de julho, seja recuperada a disponibilidade operacional de 85% das composições constituintes da frota, o que permitirá à empresa dar efetiva resposta às atuais necessidades do serviço público”, refere a resposta do Metro.

As unidades triplas são composições com três carruagens, estando cerca de 20 avariadas nas oficinas do Metro à espera de arranjo.

Inaugurado em 29 de dezembro de 1959, o Metro de Lisboa começou a operar com uma linha em Y e com 11 estações. Atualmente, existem quatro linhas e 56 estações.

De acordo com o Plano de Desenvolvimento Operacional da Rede do Metropolitano de Lisboa, apresentado em maio do ano passado, o Metro de Lisboa vai ter mais duas estações – Estrela e Santos – até 2022, estando previstas também estações nas Amoreiras e em Campo de Ourique, embora nestes dois casos sem uma data prevista de conclusão.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Paschal Donohoe

Sucessor de Centeno: Irlandês Donohoe surpreende e bate espanhola Calviño

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Défice de 2020 vai ser revisto para 7%. Agrava previsão em 0,7 pontos

Comissário Europeu Valdis Dombrovskis. Foto: STEPHANIE LECOCQ / POOL / AFP)

Bruxelas acredita que apoio a empresas saudáveis estará disponível já este ano

Composições do Metro de Lisboa operacionais a 85% no final de julho