Comprar carro vai ficar mais caro em 2020. Veja as simulações

Aquisição de carros novos vai ficar mais cara sobretudo para quem procura modelos a gasóleo. Governo criou novos escalões.

Quem quiser comprar um carro no próximo ano vai ter de gastar mais dinheiro. Apesar de o Orçamento do Estado para 2020 incluir novos escalões, sobretudo para os veículos que menos poluem, as simulações feitas pela consultora EY para o Dinheiro Vivo apontam para um agravamento do ISV, o imposto sobre a compra de carros, sobretudo nos veículos a gasóleo.

Por exemplo, um Renault Clio 1.5 dCi Limited de 5 portas, com 90 cavalos, vai sofrer um agravamento do ISV de 1,89% em 2020. Isto acontece porque as emissões de dióxido de carbono deste veículo (116 gramas de CO2) já se encontram no segundo escalão da tabela deste importo. À conta disso, só em ISV, o futuro proprietário deste veículo irá pagar 3613,20 euros no próximo ano.

Se quiser comprar o mesmo carro, com a mesma potência mas na versão a gasolina, a mexida no imposto será marginal: um aumento de 38 cêntimos entre 2019 e 2020, o que corresponde a mais 0,18%. O ISV a pagar por este modelo será de 208,95 euros porque este veículo encontra-se no escalão mais baixo da tabela do ISV.

Veja abaixo algumas das simulações feitas pela EY para o Dinheiro Vivo:

Na proposta de Orçamento do Estado para 2020, o Estado ‘normalizou’ a tabela de ISV criando uma maior distinção entre os patamares de emissões de dióxido de carbono, passando de seis para nove escalões nos carros a gasolina e para oito no caso dos Diesel.

Além da componente das emissões do CO2, o Governo também agravou as tabelas na componente da cilindrada em 0,3%, seguindo a taxa de inflação de 2019.

Governo dá mais um milhão de euros para comprar veículos elétricos

Apesar destas mudanças, o Governo conta arrecadar menor receita fiscal neste imposto no próximo ano: as receitas de ISV deverão baixar de 734,8 para 691 milhões de euros, o que traduz uma redução de cerca de 6%, segundo o relatório do Orçamento do Estado para 2020, que foi entregue esta segunda-feira no Parlamento.

O Orçamento do Estado para 2020 também contempla um agravamento do imposto pago pelos utilizadores de automóvel: o imposto de circulação (IUC) vai registar uma subida média de 0,3% no próximo ano.

Governo avalia programa para utilizadores frequentes das ex-SCUT

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de