concessão

Concessão das minas de Moncorvo foi formalizada

Mina
Mina

Exploração mineira vai criar 200 postos de trabalho diretos e 800 indiretos.

O Estado atribuiu hoje a concessão da mina de Moncorvo à empresa MTI – Ferro de Moncorvo, num contrato que permite a exploração das minas naquela região, segundo a informação divulgada pela secretaria de Estado da Energia.

A empresa MTI já “desenvolveu trabalhos de prospeção e pesquisa prévios ao abrigo do contrato de 2008, bem como atividade de exploração experimental no âmbito de contrato de 2013, pelo que a presente atribuição de concessão de exploração decorre desses trabalhos de revelação e evidenciação deste recurso geológico”, refere o comunicado divulgado.

Esta área mineira situa-se nas Uniões de Freguesias de Felgar e Souto da Velha, Felgueiras e Maçores e nas freguesias de Mós, Carviçais, Larinho, Torre de Moncorvo e Açoreira, concelho de Torres de Moncorvo.

O contrato agora assinado conta com várias fases, que passam pela execução de operações de extração e beneficiação simplificada, até ao período de produção de concentrados de ferro. A MTI afirmou em janeiro que queria investir 114 milhões de euros até 2026 e produzir seis toneladas de minério nos primeiros cinco anos de atividade, segundo a Lusa.

Em comunicado, o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, salientou a “importância para a região e para o país” deste contrato. Para o Secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, “esta iniciativa insere-se na estratégia de dinamização do setor mineiro, com vista à criação de oportunidades de investimento para as empresas do setor, num processo de envolvimento simultâneo das populações e respetivas autarquias”.

Até ao momento, foram desbloqueados mais de 100 processos pendentes no Ministério da Economia, alguns desde 2012.

Em declarações à Lusa o presidente da câmara de Torre de Moncorvo, Nuno Gonçalves, referiu que a exploração será iniciada no prazo de 18 meses. A expectativa é que sejam criados mais de 200 postos de trabalho diretos e 800 indiretos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Orlando Almeida/Global Imagens

Turismo vale 16% da atividade económica portuguesa

Mário Centeno, ministro das Finanças. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Défice público cai 59% até ao final de outubro

Marco Schroeder

Marco Schroeder renuncia a cargo de CEO da Oi

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Concessão das minas de Moncorvo foi formalizada