concessão

Concessão das minas de Moncorvo foi formalizada

Mina
Mina

Exploração mineira vai criar 200 postos de trabalho diretos e 800 indiretos.

O Estado atribuiu hoje a concessão da mina de Moncorvo à empresa MTI – Ferro de Moncorvo, num contrato que permite a exploração das minas naquela região, segundo a informação divulgada pela secretaria de Estado da Energia.

A empresa MTI já “desenvolveu trabalhos de prospeção e pesquisa prévios ao abrigo do contrato de 2008, bem como atividade de exploração experimental no âmbito de contrato de 2013, pelo que a presente atribuição de concessão de exploração decorre desses trabalhos de revelação e evidenciação deste recurso geológico”, refere o comunicado divulgado.

Esta área mineira situa-se nas Uniões de Freguesias de Felgar e Souto da Velha, Felgueiras e Maçores e nas freguesias de Mós, Carviçais, Larinho, Torre de Moncorvo e Açoreira, concelho de Torres de Moncorvo.

O contrato agora assinado conta com várias fases, que passam pela execução de operações de extração e beneficiação simplificada, até ao período de produção de concentrados de ferro. A MTI afirmou em janeiro que queria investir 114 milhões de euros até 2026 e produzir seis toneladas de minério nos primeiros cinco anos de atividade, segundo a Lusa.

Em comunicado, o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, salientou a “importância para a região e para o país” deste contrato. Para o Secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, “esta iniciativa insere-se na estratégia de dinamização do setor mineiro, com vista à criação de oportunidades de investimento para as empresas do setor, num processo de envolvimento simultâneo das populações e respetivas autarquias”.

Até ao momento, foram desbloqueados mais de 100 processos pendentes no Ministério da Economia, alguns desde 2012.

Em declarações à Lusa o presidente da câmara de Torre de Moncorvo, Nuno Gonçalves, referiu que a exploração será iniciada no prazo de 18 meses. A expectativa é que sejam criados mais de 200 postos de trabalho diretos e 800 indiretos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Tiago Melo

Crédito chega às famílias mas nunca foi tão baixo para as empresas

Francisco de Lacerda, CEO dos CTT

Especuladores têm aposta de 35 milhões na queda das ações dos CTT

Foto: DR

Luta pelos cargos de topo do BCE aquece. Espanha favorita no primeiro round

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Concessão das minas de Moncorvo foi formalizada