Telecomunicações

Concorrência pode levar compra da TVI para investigação aprofundada

Patrick Drahi lidera grupo Altice. Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens
Patrick Drahi lidera grupo Altice. Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

Regulador da concorrência já notificou a Altice do projeto de decisão. Grupo tem dez dias úteis para responder à notificação

A Autoridade da Concorrência poderá levar a operação de compra da Media Capital pela Altice para investigação aprofundada e já informou o grupo dono da PT desta possível decisão.

O grupo de Patrick Drahi já reagiu ao projeto de decisão da Concorrência. “A decisão preliminar da AdC em iniciar uma investigação aprofundada é comum em transações envolvendo laços comerciais significativos entre as partes, como no caso em apreço, mostrando, no nosso entender, transparência de procedimentos, como é sempre desejado pelo grupo Altice em todas as operações comerciais que esteve envolvida”, disse em comunicado enviado às redações.

“A Altice reitera a sua vontade e intenção de efetiva cooperação com a AdC (a única entidade competente para avaliar o impacto concorrencial da operação, como inclusive decorre da decisão de passagem a investigação aprofundada), mantendo-se totalmente confiante quanto à independência do processo, às vantagens e benefícios da transação e em relação a um desfecho final positivo que muito nos honrará, atento o investimento e empenho que temos tido na criação de valor em Portugal”, garante.

A compra da Media Capital, grupo dono da TVI e da Rádio Comercial, estava a ser avaliada pelo regulador desde outubro do ano passado, após a não decisão da ERC sobre a operação de mais de 440 milhões de euros. O negócio, que tem suscitado forte oposição dos concorrentes NOS, Vodafone, bem como de grupos de media como é o caso da Impresa, dona da SIC, e motivado um parecer negativo da Anacom, regulador das telecomunicações, pode agora ser levado para investigação aprofundada.

A AdC já informou a Altice desse projeto de decisão na semana passada, tendo agora o grupo dez dias úteis para responder ao regulador que depois irá decidir se o processo avança para investigação aprofundada.

(em atualização)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
REUTERS/Rafael Marchante

Companhias aéreas contratam em força em Portugal

Turistas e habitantes do Bairro da Sé no Porto. Fotografia: Leonel de Castro/Global Imagens

Sete dicas para umas férias de verão sem sobressaltos

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Costa anuncia limites para contratos a termo. “Idade não rima com precariedade”

Outros conteúdos GMG
Concorrência pode levar compra da TVI para investigação aprofundada