Concorrência vai pedir a Bruxelas para avaliar compra da PT Portugal

AdC quer analisar compra da dona do Meo pela Altice

"A Autoridade da Concorrência tem a intenção de pedir a remessa do processo [sobre a venda da PT Portugal à Altice] à Comissão Europeia", confirmou fonte oficial do organismo regulador ao Dinheiro Vivo.

O grupo francês tem dito que vai notificar a compra a Bruxelas – até ao momento a notificação oficial, sabe o Dinheiro Vivo, ainda não aconteceu, mas já houve contactos preliminares entre a operadora e as autoridades de Bruxelas sobre esta operação -, mas o organismo regulador nacional quer chamar a si a análise do processo.

Contactada fonte oficial da Altice não quis comentar esta intenção do organismo liderado por António Ferreira Gomes.

A AdC argumenta que está melhor preparada para avaliar este tipo de processos do que a Comissão Europeia, dado o “histórico no sector”.

A OPA lançada pela Sonaecom à PT (2006) ou mais recentemente a fusão entre a Optimus e a Zon, que deu origem à NOS, são alguns dos processos que já foram analisados pela AdC neste sector das telecomunicações.

A Altice já disse que vai notificar Bruxelas estando disposta a aceitar remédios para garantir a concretização da compra da dona do Meo, operação de 7,4 mil milhões de euros. Para obter luz verde à compra – que quer ver concluída até junho – o grupo francês de Patrick Drahi está disposto a vender os ativos que detém em Portugal: a Cabovisão e a Oni.

Leia ainda: Armando Pereira. Altice precisa de “três, seis meses no máximo” para reestruturar PT

A posição da AdC sobre este negócio é conhecida no mesmo dia em que o organismo regulador reuniu com o Sindicato dos Trabalhadores da PT. O sindicato quer saber que impacto eventuais remédios poderão ter no futuro desenvolvimento da PT Portugal, adiantou ao Dinheiro Vivo Jorge Félix, presidente do Sindicato. Depois da AdC, o Sindicato vai reunir na próxima segunda-feira com a Anacom.

Mas, adianta fonte oficial, este pedido da AdC de chamar o processo a Lisboa não está relacionado com este encontro solicitado pelo Sindicato. “Há muito que a AdC tinha este entendimento”, diz.

“Consideramos importante que a Autoridade da Concorrência e a Anacom tenham uma palavra a dizer na Europa” sobre a compra da PT Portugal pela Altice, diz Jorge Félix, em declarações ao Dinheiro Vivo.

“Achamos que a AdC deve ter uma palavra sobre isso, não só no sentido de defesa da concorrência e direitos dos cidadãos, como da própria defesa da capacidade de crescimento da PT”, diz o presidente do sindicato.

(notícia atualizada às 17h17 com declarações do presidente do Sindicato dos Trabalhadores da PT)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Indústria do calçado. 
Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal regressou ao Top 20 dos maiores produtores de calçado

Alexandre Meireles, presidente da ANJE. Fotografia:  Igor Martins / Global Imagens

ANJE teme que 2021 traga “grande vaga” de falências e desemprego

Mina de carvão perto da cidade de Oaktown, Indiana, Estados Unidos. (EPA/TANNEN MAURY)

Capacidade de produção de carvão caiu pela primeira vez

Concorrência vai pedir a Bruxelas para avaliar compra da PT Portugal