empreendedorismo

Concurso regional nos Açores já permitiu criar 11 empresas

Cidade da Horta,ilha do Faial. D.R.
Cidade da Horta,ilha do Faial. D.R.

Empresas criadas abrangem áreas de negócio como turismo, agroindústria, biotecnologia e desenvolvimento de 'software'.

O Concurso Regional de Empreendedorismo dos Açores originou, desde 2014, a criação de 50 planos de negócio e 11 empresas, anunciou hoje o Governo Regional, indicando que o novo período de candidaturas abre em 01 de maio.

“Nas cinco edições realizadas desde 2014 foram apresentadas 184 candidaturas, que originaram 50 planos de negócio e a criação de 11 empresas, encontrando-se em fase de criação, ainda este ano, mais quatro empresas”, adianta uma nota do executivo açoriano.

Segundo o Governo Regional, “as empresas criadas abrangem diversas áreas de negócio, incluindo turismo, agroindústria, biotecnologia, tecnologias de informação e comunicação, desenvolvimento de ‘software’, além de projetos na área das indústrias criativas”.

O Concurso Regional de Empreendedorismo é promovido pela vice-presidência do Governo dos Açores, através da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA), com o objetivo de criar “as condições necessários para a implementação de negócios inovadores, exequíveis e que respondam a necessidades do mercado, em áreas consideradas prioritárias para o desenvolvimento” da região.

A ideia é também proporcionar “aos empreendedores açorianos a oportunidade de concretizarem os seus projetos de negócio conducentes à criação de novas empresas”, acrescenta a nota do executivo.

Este ano será inaugurada a plataforma digital www.cre-acores.pt, através da qual os concorrentes podem apresentar as suas candidaturas e seguir todas as fases deste concurso.

O período de candidaturas decorre de 01 de maio a 15 de junho.

O concurso decorre em “três fases, permitindo que as ideias de negócio apresentadas na primeira fase e que passem às fases posteriores entrem num processo de desenvolvimento e consolidação, com o intuito de garantir a transposição dos projetos vencedores para iniciativas empresariais”.

O primeiro classificado do Concurso Regional de Empreendedorismo recebe um prémio pecuniário de 25 mil euros, o segundo de 20 mil euros e o terceiro de 15 mil euros, “verbas que devem integrar o capital das empresas a criar”, especifica a vice-presidência do governo açoriano.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa Fotografia: Rodrigo Cabrita / Global Imagens

Medidas do Banco de Portugal para travar riscos no imobiliário são “adequadas”

Lisboa Fotografia: Rodrigo Cabrita / Global Imagens

Medidas do Banco de Portugal para travar riscos no imobiliário são “adequadas”

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Finanças destacam período de crescimento mais sustentável das últimas décadas

Outros conteúdos GMG
Concurso regional nos Açores já permitiu criar 11 empresas