WhatsApp

#ConectaBrasil. WhatsApp volta a funcionar após bloqueio da justiça

Fotografia: EPA/LUONG THAI LINH
Fotografia: EPA/LUONG THAI LINH

"Um dia triste para o país", disse Mark Zuckerberg, cofundador e presidente-executivo do Facebook, quando comentava o bloqueio da WhatsApp no Brasil

A WhatsApp voltou a funcionar no Brasil no início da tarde de hoje, depois de um tribunal ter aceitado uma providência cautelar para levantar o bloqueio de 48 horas ao serviço da aplicação de mensagens, segundo a imprensa brasileira. De acordo com o portal de notícias G1, a aplicação foi desbloqueada após o desembargador Xavier de Souza, da 11.ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, ter aceitado uma providência cautelar para que as companhias telefónicas voltassem a oferecer o acesso ao serviço.

Em face dos princípios constitucionais, não se mostra razoável que milhões de utilizadores sejam afetados em decorrência da inércia da empresa (em fornecer informações à Justiça)”, afirmou Xavier de Souza

As principais companhias telefónicas do Brasil foram intimadas pela Justiça a bloquear o serviço da aplicação de mensagens WhatsApp em todo o território brasileiro por 48 horas. O bloqueio foi determinado pela Justiça de São Paulo porque a empresa não cumpriu pedidos judiciais para ceder informações no âmbito de uma investigação em curso.

Rede criminosa

Segundo os jornais televisivos da Rede Globo, a justiça determinou o bloqueio da WhatsApp devido à investigação de um grupo suspeito de roubos a bancos e multibancos. A determinação judicial foi uma punição ao Facebook, dono da WhatsApp, que não entregou mensagens usadas pelos criminosos na aplicação para a investigação policial. O grupo é investigado há dois meses, de acordo com as mesmas fontes.

“Um dia triste para o país”, disse Mark Zuckerberg, cofundador e presidente-executivo do Facebook, quando comentava o bloqueio da WhatsApp. Numa mensagem publicada na sua página pessoal do Facebook, Zuckerberg disse estar a trabalhar “para reverter a situação”, lamentando o facto de 100 milhões de utilizadores terem ficado sem o serviço da aplicação.

O Facebook anunciou a compra da Whatsapp em fevereiro de 2014, por 22 mil milhões de dólares (20,2 mil milhões de euros).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Combustíveis

Encher o depósito para ir de férias fica mais barato: combustíveis descem preços

Combustíveis

Encher o depósito para ir de férias fica mais barato: combustíveis descem preços

Foto: Paulo Spranger

Contadores inteligentes acabam com estimativas na conta da luz

Outros conteúdos GMG
#ConectaBrasil. WhatsApp volta a funcionar após bloqueio da justiça