Comércio online

Conforama fecha compra de 17% do Showroomprivé por 157,5 milhões de euros

Show

Negócio tinha sido anunciado em maio. Empresas fecharam ainda acordo para maximizar redes físicas e digitais de venda.

O grupo Conforama fechou a compra de 17% do site de vendas online Showroomprivé, negócio anunciado a 12 de maio.

“Esta operação foi realizada através de uma transação fora de Bolsa das ações dos fundadores do Showroomprivé ao preço de 27 euros por ação, perfazendo um total de 157,5 milhões de euros. Os fundadores mantêm uma participação de 27,1% do capital da Showroomprivé e 40,66% dos direitos de voto”, informa a companhia em comunicado enviado às redações.

O grupo Conforama, uma subsidiária da Steinhoff, será representado na administração do SRP Groupe, a casa mãe do Showroomprivé, por Alexandre Nodale, o CEO da Conforama, bem como por Andrew Bond, CEO do Pepkor Europe.

As duas empresas irão ainda concluir um acordo comercial visando “maximizar a complementaridade das suas forças chave: a extensa rede física da Conforama e presença digital da Showroomprivé, bem como a plataforma de distribuição focada no mobile, de modo a impulsionar a oferta omnicanal dos dois retalhistas”.

Fundada em 2006, e presente em França e em oito países europeus, entre os quais Portugal, o Showroomprivé oferece uma seleção diária de cerca de 2 mil marcas através do seu website ou aplicação mobile. Está listada na Bolsa de Paris desde outubro de 2015, tendo gerando um turnover líquido de 540 milhões de euros em 2016, tendo crescido 22% face ao ano anterior. Emprega mais de mil trabalhadores.

 

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gustavo Bom/Global Imagens

Não conseguiu validar as faturas para o IRS? Contribuintes têm mais um dia

A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva (C), acompanhada pelo secretário de Estado Adjunto, do Trabalho e da Formação Profissional, Miguel Cabrita(D) e pela secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdadepela (D), Rosa Monteiro, durante a reunião da Comissão Permanente de Concertação Social, em Lisboa, 26 de fevereiro de 2020. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Governo propõe licença parental paga até um ano no trabalho em part-time

O ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Novo Banco: Estado como acionista só dilui posição do Fundo de Resolução

Conforama fecha compra de 17% do Showroomprivé por 157,5 milhões de euros