EUA

Conheça o patrão que ganha 935 vezes mais que os empregados

asdasdasd

Gary Heminger auferiu, em 2017, quase 20 milhões de euros enquanto CEO da segunda maior refinaria petrolífera dos Estados Unidos.

Não é segredo que os patrões ganham consideravelmente mais que os seus funcionários, mas há casos que ultrapassam, em larga escala, a regra. O dono da segunda maior refinaria de petróleo nos Estados Unidos é um bom exemplo do quão grande pode ser a dicotomia salarial entre chefes e empregados.

Após a análise aos rendimentos-base de Gary Heminger e dos seus subordinados, o Wall Street Journal dá conta de que o responsável pela Marathon Petroleum Corp recebe 935 vezes mais que os seus funcionários.

No ano passado, o gestor auferiu rendimentos de 19,7 milhões de dólares, o equivalente a 16 milhões de euros. Ainda assim, este ordenado não é suficiente para que Heminger integre a lista dos 100 mais bem pagos do país.

Um dos fatores que ajudou a aumentar o rácio salarial entre patrão e funcionários tem a ver com o facto de haver trabalhadores da empresa que trabalham em bombas de gasolina e que, por isso, auferem rendimentos inferiores à média. No entanto, se forem excluídos esses funcionários, a média salarial da Marathon Petroleum ronda os 126 mil dólares por ano, o que, mesmo assim, se traduz num rácio de 156:1.

O Wall Street Journal apelidou este caso como “um dos maiores contrastes no mundo” relativos à discrepância salarial entre patrões e empregados. No entanto, uma análise da consultora Equilar a mais de 300 grandes empresas concluiu que o rácio médio que separa a remuneração de uns e outros é de 140:1, não muito distante daquilo do que se passa na refinaria de Heminger.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

7º aniversário do Dinheiro Vivo: Conferência - Sucesso Made in Portugal. 
Pedro Siza Vieira, Ministro da Economia
(Diana Quintela/ Global Imagens)

Made from Portugal: desafio para os próximos 7 anos

Lisboa, 11/12/2018 - 7º aniversário do Dinheiro Vivo : Conferência - Sucesso Made in Portugal, esta manhã a decorrer no Centro Cultural de Belém.
Rosália Amorim, Directora do Dinheiro Vivo; Antonoaldo Neves, CEO da TAP; João Carreira, Co-fundador e Chairman da Critical Software; Paulo Pereira da Silva, CEO da Renova; João Miranda, CEO da Frulact; Rafic Daud, Co-fundador e CEO da Undandy; Helder Dias, VP of Engeneering da Farfetch 
(Diana Quintela/ Global Imagens)

Um unicórnio na China, papel higiénico sexy e patê de algas

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Conheça o patrão que ganha 935 vezes mais que os empregados