Montepio

A última reunião com Tomás Correia

Tomás Correia deixa o cargo de presidente da mutualista a 15 de dezembro. Foto: André Kosters/Lusa
Tomás Correia deixa o cargo de presidente da mutualista a 15 de dezembro. Foto: André Kosters/Lusa

Nesta reunião será apresentado o plano de ação e orçamento para o próximo ano, o qual terá ainda de ser aprovado em assembleia-geral.

O Conselho Geral da Associação Mutualista Montepio Geral tem uma reunião para conhecer as linhas gerais do plano de orçamento para 2020, na última reunião com Tomás Correia como presidente da mutualista.

Na reunião de hoje (quarta-feira) será apresentado o plano de ação e orçamento para o próximo ano, o qual terá ainda de ser aprovado em assembleia-geral, que ainda não está marcada mas deverá ocorrer na semana entre Natal e Ano Novo, como habitualmente. O documento ainda não é conhecido publicamente.

Este será o último Conselho Geral com Tomás Correia como presidente da mutualista, cargo que deixará no domingo (15 de dezembro). Antes, no sábado, realiza-se o almoço de Natal dos trabalhadores do grupo Montepio, no pavilhão Altice Arena, em Lisboa, no qual o gestor irá discursar.

Tomás Correia sai da mutualista depois de ter pedido escusa, após dúvidas sobre a sua idoneidade, e deverá ser substituído por Virgílio Lima, atual administrador.

Onze anos após ter tomado posse como presidente da mutualista, a saída de Tomás Correia significa uma nova fase para o grupo de 600 mil associados, que está em processo de definição do que será o seu futuro.

Há dúvidas sobre a estratégia do banco Montepio e da própria associação mutualista, nomeadamente para sanear as suas finanças, sendo falada a possibilidade de o Estado ter de intervir para estabilizar o grupo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno

Centeno volta a cativar mais dinheiro

Natalidade. Fotografia: Pedro Granadeiro / Global Imagens

Despesa com apoios à família é a quinta mais baixa da UE

Foto: D.R.

Easyjet. Ligações de Portugal com Itália não serão afetadas, por enquanto

A última reunião com Tomás Correia