media

Conselho de Redação da RTP pede consenso sobre agressões a jornalistas

Fotografia: Gonçalo Villaverde/Global Imagens
Fotografia: Gonçalo Villaverde/Global Imagens

O Conselho de Redação da RTP espera consenso entre os partidos sobre agressões a jornalistas no exercício de funções, que devem ser crime público

O Conselho de Redação da RTP espera que haja consenso entre os partidos sobre as agressões a jornalistas no exercício das suas funções, que o órgão defende que passem a ser consideradas crime público.

“Fomos recebidos por todos os grupos parlamentares e estamos muito satisfeitos com a abertura demonstrada por todos os partidos”, disse à agência Lusa Tiago Contreiras, membro do Conselho de Redação (CR) da RTP.

“Esperamos que seja possível encontrar consenso” entre os partidos para se colocar “um ponto final” às agressões a jornalistas no exercício das suas funções, disse.

“Lamentavelmente o caso de agressões a jornalistas no exercício das suas funções é transversal”, prosseguiu, defendendo que se deve tratar como um caso “de crime público”.

O CR da RTP pediu que as agressões deixem de ser tipificadas como ofensas à integridade física simples e passem a ser qualificadas.

Ou seja, o órgão defende um agravamento da pena, recordando que num Estado de direito democrático, o direito à informação assume relevância porque só o cidadão devidamente informado pode decidir livremente.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ana Avoila, coordenadora da Frente Comum de Sindicatos da Função Pública. Fotografia: Orlando Almeida/Global Imagens

Precários do Estado com menos de três anos de serviço vão ter concurso próprio

Maria Helena Rodrigues, presidente do STE

Precários: “Não é claro” como ficam trabalhadores mais qualificados, diz STE

Mario Draghi, no Fórum BCE 2017. Fotografia: Banco Central Europeu

Draghi. “A Europa precisa de um sucesso como o MIT”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conselho de Redação da RTP pede consenso sobre agressões a jornalistas