Construtora portuguesa Bento Pedroso passa a chamar-se Odebrecht Portugal

Odebrecht Portugal
Odebrecht Portugal

A Bento Pedroso Construções vai passar a chamar-se Odebrecht Portugal. Fundada há 60 anos, esta empresa portuguesa foi comprada pela Odebrecht há 25 anos e para celebrar o momento o grupo brasileiro decidiu uniformizar a marca e deixar cair o nome português.

Além disso, a Odebrecht está também a mudar a estratégia em Portugal, focando-se cada vez mais em concessões e privatizações e menos na construção civil e privada.

Leia mais aqui: Brasileira Odebrecht procura negócios para investir em Portugal. “Há empresas em dificuldade”

Aliás, há já onze anos – quando o mercado começou a quebrar – que a Bento Pedroso vinha alterando a sua estratégia, afastando-se cada vez mais da construção, área a que sempre se dedicou e na qual foi responsável, já debaixo
da tutela da brasileira Odebrecht, em obras como a Ponte Vasco da Gama, a
Gare do Oriente ou a barragem do Alqueva.

Neste momento a
Bento Pedroso está apenas a construir a barragem do Sabor para a EDP e
como tal teve também de reduzir a sua estrutura. Desde 2002 até agora já saíram mil pessoas da empresa em Portugal, algumas por rescisão e outras porque foram trabalhar para uma das
outras 25 geografias em que a Odebrecht está presente.

Hoje, emprega 100 pessoas, na sua maioria engenheiros e quadros qualificados,
ou seja, mais do que uma construtora são agora uma empresa de engenharia
e em breve, segundo os planos do CEO da Odebrecht, estarão a gerir
concessões ou outros negócios.

Inevitavelmente, a faturação também se reduziu, passando de cerca de 70 para 50 milhões de euros, não pela atividade em Portugal, mas sim pelas obras que têm ganho na Líbia e nos Emirados Árabes Unidos.

Já o grupo Odebrecht só tem vindo a crescer. No final de 2012 tinham 175 mil pessoas e agora já contam com 190 mil. Além disso, pretendem fechar o ano com um volume de negócios de 100 mil milhões de reais (cerca de 33 mil milhões de euros).

*Em São Paulo, no Brasil, a convite da Odebrecht.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Orlando Almeida / Global Imagens)

Arrendatários vão poder realizar obras e pedir o reembolso

TIAGO PETINGA/LUSA

EDP nega ter indicado Manuel Pinho para curso nos EUA

luzes, lâmpadas, iluminação

Fatura da eletricidade baixa em 2019 “para todos”, garante o ministro

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Construtora portuguesa Bento Pedroso passa a chamar-se Odebrecht Portugal