Consumo de TV sobe 5,5% em janeiro com confinamento. SIC lidera em mês dominado por futebol e presidenciais

Nas manhãs a vitória vai para a TVI, com a estreia de Dois às 10, formato apresentado por Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz, que substituiu Você na TV!, no ar por mais de 15 anos. SIC segura as tardes com Júlia a vencer Goucha.

Empurrados para casa devido ao confinamento, os portugueses viram mais televisão, com o consumo a subir 5,5%. A SIC liderou no arranque do ano, tendo reforçado face a dezembro, num mês marcado por futebol e pelas presidenciais, que cativaram as preferencias dos telespectadores. Novo programa das manhãs da TVI, Dois às 10, fechou janeiro à frente de Casa Feliz, da SIC. Mas Júlia segura a liderança nas tardes.

A SIC liderou janeiro com um share de 19%, mais 0,7 pontos percentuais (p.p.), em relação a dezembro, seguida da TVI com um share de 16,8%, menos 0,1 p.p. face a dezembro, e a RTP1 com um share de 11.4%, um recuo de 1.1 p.p. face ao mês anterior. Os canais de televisão paga atingiram um share de 36,6%. A CMTV foi o canal líder nesta tipologia, com um share de 4,3%, seguindo-se a SIC Notícias (2.5%) e Hollywood (1.8%).

"2021 iniciou com uma renovação das grelhas de programas nos canais generalistas e com uma interessante contenda entre SIC e TVI pela liderança nos vários períodos do dia", refere a agência de meios Universal McCann, que integra o grupo Mediabrands, na sua análise de audiências de TV.

E nas manhãs a vitória vai para a TVI, com a estreia de Dois às 10, formato apresentado por Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz, que substituiu Você na TV!, no ar por mais de 15 anos.

"No acumulado do mês, Dois Às 10 registou uma audiência média 397 mil telespectadores a que correspondeu um share de 19,7%. Com este resultado, o programa suplantou as audiências do último mês de transmissão de Você na TV! em mais 27 mil telespectadores. Estes valores permitiram que o programa também liderasse durante as manhãs dos dias de semana de janeiro, ficando ligeiramente acima das audiências de Casa Feliz, que terminou o mês com uma audiência média de 367 mil telespectadores e um share de 17.9%", refere a agência de meios.

Nas tardes, Júlia mantém a liderança face ao novo programa de Manuel Luís Goucha. Com estreia a 4 de janeiro, "Goucha terminou o mês com uma audiência média de 453 mil telespectadores, menos 18 mil telespectadores que Júlia, líder nas tardes dos dias de semana. Já Nossa Tarde, da RTP1, registou uma audiência média de 252 mil telespectadores", indica a UM/IPG MediaBrands.

"No período do prime-time semanal, destaque para a estreia de Amor, Amor, a nova telenovela da SIC. Estreado no dia 4 de janeiro, o programa foi o mais visto nesse dia e, no acumulado do mês, foi visto em média, por mais de 1,3 milhões de portugueses. Também da SIC, de referir a estreia do novo programa de sábado à tarde. Apresentado pela dupla Cláudia Vieira e João Manzarra, Regresso ao Futuro terminou o mês com uma audiência média de 578 mil telespectadores e um share de 12.7%. Destaque também para as novas temporadas de A Máscara, Big Brother - Duplo Impacto e de The Voice Kids", informa a agência de meios.

Futebol domina os mais vistos

Mas, num mês de estreias, em janeiro foi o futebol e as presidenciais que mais cativaram a atenção dos telespectadores. A final da Allianz Cup - Final Four foi o programa mais visto do mês, com uma audiência média de 2,116 milhões e um share de 34,9%, seguido de outro jogo da competição com 2,110 milhões e u share de 36,8% e dos debates das presidenciais.

"Em janeiro e analisando a média de todas as inserções de cada programa, o destaque vai para a Final Four da Taça da Liga e para as Presidenciais 2021. Os jogos, transmitidos pela SIC e que colocaram frente a frente Benfica, Sp. Braga, Porto e Sporting, o vencedor da competição, foram os mais vistos do mês. Não menos importantes, os debates Presidenciais colocaram as ideologias partidárias em confronto, destacando-se os debates Marcelo Rebelo de Sousa / André Ventura (SIC), Marisa Matias / André Ventura (SIC) e Ana Gomes / André Ventura (TVI)", refere a agência de meios.

No TOP 20 a SIC colocou 13 formatos entre os mais vistos - dos quais 10 no cimo da tabela - seguido da TVI com cinco, com o melhor colocado o Big Bother - Duplo Impacto a surgir na 11ª posição com 1,215 milhões e um share de 22,1%.

A RTP1 posicionou dois programas - do Preço Certo (um deles uma repetição) - entre os mais vistos do mês.

A Fox manteve a liderança dos canais de séries com um share de 1.6%, seguiu-se a Fox Life (0.9%) e AXN (0.9%). Já sobre a estreia de novas séries, de destacar "Coyote". A nova série do AXN estreou a 25 de janeiro e entrou para o top 3 das mais vistas do mês.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de