media

Controlinveste SGPS na insolvência com dívidas de 548 milhões

Joaquim Oliveira
Joaquim Oliveira

Pedido de insolvência apresentado no passado dia 11. Participações na Sport TV, Global Media e SAD desportivas mantêm-se.

A holding da Controlinveste vai para liquidação, após um pedido de insolvência apresentado no passado dia 11 pelo grupo de Joaquim Oliveira, com uma dívida bancária de 548 milhões de euros registava no último balanço. Os jornais Correio da Manhã e Expresso dão este sábado conta do pedido de declaração de insolvência, que conclui o processo de reestruturação do grupo iniciado em 2014, num acordo com BCP e Novo Banco.

O processo que deverá conduzir à extinção do grupo mantém os negócios “estáveis e rentáveis” da Olivedesportos e Cosmos Viagens, bem como as participações de 25% na Sport TV e de 19,25% no Global Media Group, ao qual pertence o Dinheiro Vivo, assim como várias participações em SAD desportivas, de acordo com documento a que o Dinheiro Vivo teve acesso.

Da dívida da Controlinveste, 406 milhões de euros são devidos ao Millenium BCP, e 142 milhões de euros ao Novo Banco. O Expresso adianta que o pedido de insolvência decorre de um entendimento com estes credores que permitirá ao BCP e Novo Banco terem direitos sobre as participações na Olivedesportos e na Sport TV caso estes ativos venham a ser alienados.

Também de acordo com o Correio da Manhã, será constituída uma nova empresa fora da Olivedesportos, a Olivemedia, que passará a gerir a participação que a Controlinvest tem na Global Media.

O processo de reestruturação do grupo de Joaquim Oliveira junto dos credores bancários foi iniciado há cinco anos. A atual situação financeira da Controlinveste precipitou-se com o desmantelamento do grupo PT, onde o grupo de Joaquim Oliveira tinha em 2006 uma participação de 2,26%, tendo emitido em 2010 um empréstimo de obrigações convertíveis em ações da PT. A situação foi ainda agravada pela queda de 50% das receitas de publicidade entre os anos de 2008 e 2013.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Frederico Varandas, presidente do Sporting.

(Filipe Amorim / Global Imagens)

Sporting vende créditos de contrato com a NOS por 65 milhões

Frederico Varandas, presidente do Sporting.

(Filipe Amorim / Global Imagens)

Sporting vende créditos de contrato com a NOS por 65 milhões

Cerimónia da assinatura da venda do Novo Banco à Lone Star, no Banco de Portugal. Luis Máximo dos Santos, Donald Quintin e Carlos Costa.

( Filipe Amorim / Global Imagens )

Máximo dos Santos: “Venda do Novo Banco evitou sério prejuízo”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Controlinveste SGPS na insolvência com dívidas de 548 milhões