gastronomia

Cookly. Do Pad Thai aos Pastéis de Nata para turista provar

É possível aprender a fazer pastéis de nata numa pastelaria de Lisboa
É possível aprender a fazer pastéis de nata numa pastelaria de Lisboa

Tem base na Tailândia onde fervilham receitas e tradições gastronómicas e está disponível em 150 cidades do mundo. Em Lisboa também.

Era uma vez um francês e um canadiano a viverem na Tailândia. No que resultou? Chama-se Cookly, e é uma startup que quer ajudar os turistas a conhecerem os países que visitam através da herança gastronómica.

“Queremos ligar as pessoas de todo o mundo através da gastronomia. Achamos que a gastronomia é uma das melhores formas de introduzir uma cultura a alguém que vem de fora”, diz Etienne Marleau-Rancourt, co-fundador.

Etienne é canadiano, mas já está na Tailândia há cinco anos. Naquele país, o ecossistema de startups relacionadas com gastronomia tem crescido, com um apoio do governo que ainda está à espera de ver surgir o primeiro unicórnio tailandês.

Apesar de ter nascido no sudoeste asiático, este é um negócio internacional. Está disponível em 30 países – 150 cidades -, e conta com mais de 1000 aulas lecionadas por nativos.

“Somos diferentes e queremos incentivar as pessoas para que sejam mais arrojadas, experimentem coisas novas. Por exemplo, se fores a Itália há muito mais do que Pizza e Pasta. E na Tailândia também há muito mais do que Pad Thai”, diz o COO.

Também já há hosts em Lisboa. “Ainda ontem tivemos uma aula, foi super interessante. Fizemos pastéis de nata, estou a pronunciar bem?”, diz o responsável, que veio à capital para participar na Web Summit. “O serviço é simples, estás na cidade, tentas ver que atividades existem e escolhes”, destaca.

Para os nativos é igualmente fácil. “Basta ter uma competência e querer ensinar”, diz Etienne, lembrando que “não é preciso ser-se um profissional, paixão e conhecimento bastam. Pode ter uma receita de família, ou ser muito bom numa receita local, ou um produtor”. Também está disponível para empresas que queiram receber turistas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), esta tarde na Assembleia da República, em Lisboa, 09 de janeiro de 2020. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Subida do PIB em 2019 chega aos 2,2% com revisão nas exportações de serviços

Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Novo Banco prevê redução de 1,7 mil milhões de malparado em 2020

Sede do Novo Banco, ex-BES, na Avenida da Liberdade.
(Ângelo Lucasl / Global Imagens )

Novo Banco não afasta que possa vir a pedir mais capital ao Fundo de Resolução

Cookly. Do Pad Thai aos Pastéis de Nata para turista provar