Automóvel

Coreia do Sul multa Nissan por causa dos testes de emissões

Fotografia: Kim Hong-Ji/Reuters
Fotografia: Kim Hong-Ji/Reuters

Marca japonesa garante não ter instalado quaisquer dispositivos

A Coreia do Sul vai multar a Nissan em 330 milhões de won (247,6 mil euros) e apresentar uma queixa-crime contra o responsável local da marca japonesa por alegada fraude nos testes de emissões. Este é o resultado dos testes efetuados pelas autoridades locais e 20 modelos de carros a gasóleo na sequência da fraude das emissões do grupo Volkswagen, anunciou esta segunda-feira o ministro do Ambiente.

A Nissan, alega o Governo, terá usado um sistema que manipulava as emissões do SUV Qashqai em condução real, ou seja, um sistema semelhante ao usado pela Volkswagen em 11 milhões de carros a gasóleo em todo o mundo.

O ministro do Ambiental local, perante estas suspeitas, ordenou a suspensão das vendas do modelo na Coreia do Sul e a recolha de 814 Qashqai comercializados desde novembro.

O que vale o OK de Elon Musk aos pedidos de Portugal?

A marca japonesa já negou as acusações e garante que continua a colaborar com as autoridades sul-coreanas. “A Nissan não manipulou dados dos nossos veículos. Não tem e não implementou sistemas ilegais ou manipuladores em qualquer um dos carros fabricados”, referiu em comunicado citado pelo Financial Times.

A construtora liderada por Carlos Ghosn acrescentou que não foram detetadas quaisquer ilegalidades da parte das autoridades europeias, que realizaram testes segundo os mesmos padrões da Coreia do Sul.

As suspeitas sobre a Nissan foram levantadas poucos dias depois de a marca japonesa ter comprado 34% da Mitsubishi, que está envolvida num escândalo de manipulação dos consumos de quatro minicarros.

As autoridades da Coreia do Sul apresentaram ainda uma queixa-crime contra os responsáveis locais da Volkswagen e da Audi por terem falhado na recolha de 125 mil carros a gasóleo afetados pela fraude das emissões. O grupo alemão foi multado, em novembro, em 14 mil milhões de won (10,5 milhões de euros, segundo o câmbio atual).

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
João Lousada no deserto de Omã como astronauta análogo, em 2018

João Lousada. Conheça o primeiro português a liderar a Estação Espacial

João Lousada no deserto de Omã como astronauta análogo, em 2018

João Lousada. Conheça o primeiro português a liderar a Estação Espacial

Fotografia: REUTERS/Henry Nicholls - RC122C9DD810

Cartas de Boris Johnson causam surpresa e perplexidade em Bruxelas

Outros conteúdos GMG
Coreia do Sul multa Nissan por causa dos testes de emissões