Amazon

Corrida espacial. Bezos mostra foguetão para concorrer com Elon Musk

Jeff Bezos
Jeff Bezos

Os foguetões New Glenn vão fazer lançamento de satélites no espaço e transporte de passageiros

Jeff Bezos, o fundador da Amazon, apresenta esta segunda-feira um foguetão reutilizável para competir com o Space X de Elon Musk (Tesla) e outras empresas para o lançamento comercial de satélites antes do final da década.

A Blue Origin, empresa de Bezos, está a desenhar duas versões do foguetão denominado New Glenn, em homenagem a John Glenn, o primeiro norte-americano a fazer a órbita da Terra e o último sobrevivente da equipa original de astronautas da NASA, Mercury Seven.

“O New Glenn foi desenhado para fazer o lançamento comercial de satélites e para transportar pessoas para o espaço”, disse Bezos em comunicado, citado pela Reuters.

A companhia de Bezos está a construir um site de lançamento e instalações de teste na Flórida, no Cabo Canaveral, na base da Força Aérea, bem como uma fábrica no Kennedy Space Center, na mesma região.

Para os novos foguetões, Bezos pensa seguir a mesma lógica de reutilização que Elon Musk está a levar a cabo com os foguetões Falcon. A SpaceX do fundador da Tesla já conseguiu levar a cabo seis lançamentos dos Falcon: duas vezes no solo e quatro numa plataforma no oceano. O sétimo voo deveria ter-se realizado a 3 de setembro, mas o foguetão foi destruído num teste de rotina de pré-lançamento dois dias antes do lançamento a partir do Cabo Canaveral.

A Blue Origin tem vindo já a testar voos nas naves New Shepard, que visam fazer voos com passageiros a uma altitude de 100 quilómetros da atmosfera terrestre, permitindo durante alguns minutos a experiência de micro gravidade. Os bilhetes para os voos ainda não estão a ser vendidos. Se tudo correr dentro dos planos, os voos primeiros voos com pilotos poderão ocorrer no início do próximo ano, com passageiros em 2018.

 

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

O advogado e porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), Pardal Henriques (C), acompanhado pelo presidente do sindicato, Francisco São Bento (D), à saída da reunião com o governo. (MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

Pardal Henriques deixa de ser porta-voz do Sindicato dos Motoristas

TIAGO PETINGA/LUSA

Sindicato faz greve “cirúrgica” às horas extra entre 7 e 22 de setembro

Outros conteúdos GMG
Corrida espacial. Bezos mostra foguetão para concorrer com Elon Musk