Corticeira Amorim lança tecnologias para acabar com sabor a rolha

Em informação enviada à CMVM, a Corticeira Amorim anuncia o lançamento de "tecnologias inovadoras" desenvolvidas para remover o TCA detetável das rolhas naturais.

Na nota enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Corticeira Amorim apresenta duas novas tecnologias, descritas como "mais ecológicas e eficientes" para erradicar o TCA detetável, o chamado sabor a rolha.

A empresa detalha o lançamento da Naturity, uma tecnologia desenvolvida para remover o TCA detetável das rolhas naturais, e a Xpür, uma tecnologia para "criar um novo segmento de rolhas microaglomeradas".

A investigação para desenvolver a tecnologia Naturity, que tem patente pendente, detalha a empresa, arrancou em 2016 com a Nova School of Science and Technology. Esta tecnologia "baseia-se nos princípios de dessorção térmica através de uma utilização, exclusiva e não sequencial, de pressão, temperatura, água purificada e tempo", diz a nota, acrescentando que nenhum elemento artificial é usado no processo. Desta forma, esta facilitada "a extração de mais de 150 compostos voláteis, incluindo o TCA".

A Corticeira Amorim menciona "ensaios exaustivos de engarrafamento", que envolveram vários produtos e vinho, obtendo "resultados exemplares em termos da medição do impacto do tratamento e no desempenho da cortiça". Decorrem ensaios adicionais de validação a serem conduzidos com o Instituto Geisenheim, na Alemanha, e os laboratórios Campden & Chorleywood, no Reino Unido.

Já a tecnologia Xpür foi desenvolvida "para estender o desempenho de TCA não detetável para rolhas microaglomeradas." Esta tecnologia "aprimora a aplicação convenional de CO2 supercrítico, desenvolvida há várias décadas", que "redesenha e atualiza o conceito, com a tecnologia do século XXI".

De acordo com a Amorim, esta abordagem utiliza "apenas 25% da energia e apenas 10% do CO2 anteriormente necessário". É indicado que esta tecnologia permite resultados de níveis de redução de TCA para "0,3 nanogramas por litro em rolhas microaglomeradas".

A Xpür vai ser utilizada no tratamento das rolhas técnicas Neutrocork Premium e QORK, indica a nota.

"Estas tecnologias resultam de robustos investimentos financeiros, tempo e dedicação em I&D (investigação e desenvolvimento) por parte da nossa equipa", afirma António Amorim, presidente e CEO da Corticeira Amorim, na nota. "Apesar dos obstáculos que 2020 colocou no caminho de todos, conseguimos cumprir a promessa feita de que íamos conseguir um desempenho de TCA não detetável em todos os segmentos de rolhas de cortiça até ao final do ano".

"Este é o nosso compromisso para com os nossos 30 mil clientes em todo o mundo - garantir a qualidade e consistência dos seus produtos e assegurar que a preferência dos consumidores pela cortiça só possa ficar mais forte", indica António Amorim.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de