Indústria

Costa Verde fecha negócio de meio milhão de euros com hotéis Ceasers Palace

30467148_GL150218_MARIAJOAOGALA037_WEB

Para o mês de abril, está marcado o lançamento, em Frankfurt, de uma nova linha de louça, a somar às 25 que já estão no mercado.

Tal como o Dinheiro Vivo já tinha avançado, a empresa de porcelanas de Aveiro, Costa Verde, fechou um negócio de cerca de meio milhão de euros para remodelar quatro unidades hoteleiras do grupo Caesars Entertainment, na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos, em parceria com o seu distribuidor exclusivo Corby Hall.

A linha de louça 100% made in Portugal escolhida para o efeito foi a coleção Raio, desenvolvida pelo estudo de design Studio Levien de Londres. A partir do verão, as unidades Caesars Las Vegas, com cerca de 4.000 quartos, Planet Hollywood Las Vegas, com mais de 2.500 quartos, Ballys Las Vegas e Paris Las Vegas com aproximadamente 3.000 quartos cada, irão realizar a sua operação com a porcelana da Costa Verde.

Para breve fica a confirmação formal da adjudicação da compra, igualmente da linha Raio, para o novo complexo Caesars Convention Center, também em Las Vegas, que irá contar com uma área total muito próxima de 50.000 m2. O projeto para a remodelação das unidades hoteleiras Caesars Entertainment durou quase um ano, tendo ido a concurso, a par da Costa Verde, os principais fabricante de porcelana a nível mundial. A Caesars Entertainment Corporation opera mais de 50 unidades hoteleiras e casinos, sendo a maior operadora de casinos em todo o mundo.

A louça da Costa Verde está hoje presente em mais de 50 geografias em todo o mundo. Este projeto surge no seguimento dos anteriores negócios da empresa com sede em Vagos com os hóteis e casinos Mandalay Bay e The Venetian, em Las Vegas, sem esquecer o Dusit Thani Guam Resort, na ilha paradisíaca do Pacifico de Guam.

Nestes hóteis, todos os pratos, taças, travessas, pires, chávenas e canecas são 100% portugueses, vindos diretamente da fábrica Costa Verde, na região de Aveiro. Na calha está também um novo contrato com a cadeia de hotéis Hilton, a somar aos contratos que a empresa de Vagos já tem nos EUA, a rondar um milhão de euros.

No total, nos três resorts de Las Vegas desfilam todos os dias 725 mil peças de porcelana made in Portugal (e com design do ateliê londrino Studio Levien) – só no Mandalay Bay podem ser servidas 15 000 refeições ao mesmo tempo.

“Temos outros grandes mercados e clientes, que vão desde a Nespresso (Suíça), que é atualmente o nosso maior cliente e a quem fornecemos em 2017 cerca de 3,6 milhões de peças, até à cadeia de lojas John Lewis, em Inglaterra, Dinamarca, Holanda, Espanha, Itália, Coreia do Sul, Chile e Japão”, conta Francisco Proença, administrador industrial da Costa Verde.

Já para o mês de abril, está marcado o lançamento numa feira especializada, em Frankfurt, de uma nova linha de louça, a somar às 25 que já estão no mercado. Uma fatia de 75% da produção da Costa Verde é exportada para a União Europeia, Estados Unidos da América, Japão, Coreia do Sul, Inglaterra, Suíça, Dinamarca, Estados Unidos da América, África do Sul, Chile, Brasil, México, Angola entre outros países. Apenas 25% fica no mercado nacional.

Criada em 1992, a Costa Verde dedica-se à conceção, desenvolvimento, fabrico e comercialização de louça cerâmica em porcelana para uso doméstico, hotelaria e restauração, com vendas que rondam um milhão de peças por mês e uma faturação anual na ordem dos 13,5 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Antonoaldo Neves EPA/GUILLAUME HORCAJUELO

TAP contrata mil tripulantes, traz 37 aviões novos e liga o Whatsapp (de graça)

Fotografia: João Girão/Global Imagens

Autoeuropa pode parar a qualquer momento por falta de espaço para os carros

gaspar fmi contas públicas défice dívida

FMI. Dívida mundial atinge máximo histórico de 162 biliões de euros

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Costa Verde fecha negócio de meio milhão de euros com hotéis Ceasers Palace