banca

Crédito Agrícola fechou dez agências no 1.º semestre

(Artur Machado / Global Imagens)
(Artur Machado / Global Imagens)

O grupo Crédito Agrícola tinha 659 agências em junho deste ano, menos dez do que as 669 agências do final de 2017.

O grupo Crédito Agrícola tinha 659 agências em junho deste ano, menos dez do que as 669 agências do final de 2017, segundo dados divulgados à Lusa.

Já quanto a trabalhadores, no final de junho o grupo tinha 4.033, mais três funcionários do que em final de dezembro passado.

O Crédito Agrícola revelou hoje que teve lucros consolidados de 64,2 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, mais 37% do que em igual período do ano passado.

O grupo Crédito Agrícola tem vindo a fundir caixas, tendo em março o presidente do grupo, Licínio Pina, dito em conferência de imprensa que estava previsto fundir 20 caixas em dois anos, passando de 80 para 60.

O responsável explicou que as fusões se justificam por novas exigências regulamentares, mas também para reduzir os custos e melhorar a eficiência.

As caixas a fundir, disse então, estão sobretudo no “norte do Alentejo, Aveiro e próximo de Lisboa” e acrescentou que já este ano serão fundidas “tantas quanto possível”.

O Crédito Agrícola tem operação apenas em Portugal, contando com escritórios de representação em França (Paris), Suíça (Genebra) e Luxemburgo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Orlando Almeida / Global Imagens)

Metro de Lisboa investe 114 milhões em novos comboios e sinalização

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas. (Fotografia: Global Imagens)

Governo confirma que está a estudar juntar aeroporto civil à base de Monte Real

Foto: D.R.

“Efeitos definitivos”. Isabel dos Santos sai da Efacec

Crédito Agrícola fechou dez agências no 1.º semestre