fisco

Cristiano Ronaldo pode pagar mais de 14 milhões ao Fisco espanhol

(REUTERS/Sergio Perez)
(REUTERS/Sergio Perez)

O acordo, se for validado, implicará a retirada das acusações sobre o agente Jorge Mendes e Luís Correia, da Gestifute.

Cristiano Ronaldo prepara-se para se declarar como culpado dos quatro crimes fiscais de que é acusado pela autoridade tributária espanhola. O jogador português propôs um acordo para pagar 14,7 milhões de euros ao Fisco e assim evitar o julgamento, adianta esta sexta-feira o jornal El Mundo, que cita fontes próximas do processo. As autoridades do país vizinho estão a avaliar o documento.

A negociação deste acordo judicial estará a decorrer há vários meses, segundo a mesma publicação. Até agora, o advogado do jogador, José Antonio Choclán, só admitia o acordo se o processo fosse tratado por via administrativa e se fossem retiradas as acusações de crimes fiscais. A autoridade tributária espanhola recusou este cenário e apenas admite retirar uma das quatro acusações.

O acordo, se for validado, implicará a retirada das acusações sobre o agente Jorge Mendes e Luís Correia, da Gestifute, a empresa de Jorge Mendes, por parte do tribunal de Madrid.

Cristiano Ronaldo é acusado da prática de quatro crimes de fraude fiscal, entre 2011 e 2014, e que terão deixado em falta 14,7 milhões de euros de impostos. Segundo as autoridades espanholas, Ronaldo aproveitou-se de uma sociedade criada em 2010 para ocultar ao fisco as receitas geradas em Espanha pelos seus direitos de imagem.

Em meados de outubro, a defesa do jogador considerou a acusação como “inconsistente” e “sem fundamental algum”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Pedro Queiroz Pereira

Pedro Queiroz Pereira deixa império de mil milhões

Pedro Queiroz Pereira, presidente do conselho de administração da Semapa

Semapa: “Mais do que um património, PQP deixa força e deixa valores”

Outros conteúdos GMG
Cristiano Ronaldo pode pagar mais de 14 milhões ao Fisco espanhol