correios

CTT acabam com o operador móvel virtual Phone-ix

Especulação com ações dos CTT cai para metade
Francisco Lacerda, Presidente executivo dos CTT. (Orlando Almeida / Global Imagens)

O Phone-ix foi o primeiro operador móvel virtual a ser lançado no mercado nacional em 2007. Operador será descontinuado já em 2019

Os CTT vão ‘desligar’ a partir de 31 de dezembro o operador móvel virtual (MVNO) Phone-ix, projeto do operador postal lançado em novembro de 2007. O operador postal já informou a Anacom desta decisão, bem como o Meo, rede sob a qual opera o MVNO.

Foco no correio de expresso & encomendas, bem como no Banco CTT justificaram a decisão da empresa liderada por Francisco Lacerda de encerrar o serviço com um número de clientes “residual” no mercado das telecomunicações nacionais. Em causa estarão cerca de 12 mil clientes, segundo a Anacom.

“Os CTT – Correios de Portugal informaram a Anacom que vão cessar a atividade do operador móvel virtual Phone-ix a partir do dia 1 de janeiro de 2019 e que remeterão uma mensagem escrita a toda a sua base de clientes pré-pagos a informar sobre esta situação”, informa o regulador.

Os clientes dos CTT podem requerer, “desde já e até três meses após a data da cessação do serviço (“tempo de quarentena”), a portabilidade dos seus números para outros prestadores de serviço móvel, nos termos do Regulamento da Portabilidade em vigor”, informa a Anacom.

Para garantir a continuidade do serviço telefónico móvel dos clientes deste operador, o regulador “alerta os outros prestadores que originam comunicações para aqueles números que devem assegurar o encaminhamento dessas comunicações”.

O regulador já informou igualmente a Entidade de Referência da portabilidade (empresa que gere a base de dados dos números portados) desta cessação de serviço “para que esta entidade se substitua aos CTT nos processos de portabilidade dos números para outros prestadores, a partir de 1 de janeiro de 2019.”

Foco no correio expresso e Banco CTT justifica fim do serviço

Lançado em novembro de 2007, o Phone-ix foi o primeiro operador móvel virtual a operar no mercado nacional (com o prefixo de numeração 922), resultado de um acordo firmado com a ex-TMN (hoje Meo, detida pela Altice Portugal), por um prazo de 5 anos. O serviço tem vindo a operar desde então sobre a rede Meo.

“Não nos podemos comparar a ofertas low-cost que já existem nem com os operadores físicos. O Phone-ix está apontado para a mancha do grande público e vamo-nos dirigir a ele de um modo muito simples: com transparência e tudo muito claro”, justificou na época Luís Nazaré, que presidia aos CTT.

Uma oferta que não ganhou expressão no mercado nacional de telecomunicações. “Atualmente, a base de clientes do Phone-ix é residual dentro do universo das telecomunicações”, refere fonte oficial dos CTT quando contatada pelo Dinheiro Vivo.

Fonte oficial do regulador, quando contactada, adiantou que “de acordo com os dados relativos aos terceiro trimestre, o Phone-ix tinha cerca de 12 mil clientes”. Um mercado liderado pelo Meo.

“A decisão está em linha com a estratégia dos CTT, com o foco no negócio de Correio e nas duas alavancas de crescimento (Expresso & Encomendas e Banco CTT)”, justifica fonte oficial do operador postal.

Além de estar a informar os clientes via SMS sobre a cessação do serviço, o operador postal está ainda a disponibilizar uma linha de apoio, através do número 1692, para o esclarecimento de todas as questões.

O site da Phone-ix também contém informação para os clientes. Estes “podem manter o seu número atual quando optarem por subscrever o serviço de outro operador do serviço telefónico móvel”, refere ainda a mesma fonte.

(Última atualização às 18h55 com posição dos CTT)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
REUTERS/Pedro Nunes/File Photo

Programa de arrendamento acessível arranca a 1 de julho. Tudo o que deve saber

O presidente do Concelho de Administração do banco BPI, Pablo Forero. TIAGO PETINGA/LUSA

Moody’s baixa rating do BPI para lixo

DHL Express Store2

DHL Express vai investir até 600 mil euros em rede de lojas pelo país

Outros conteúdos GMG
CTT acabam com o operador móvel virtual Phone-ix