correios

CTT estende serviço com entrega em duas horas a Porto e Braga

(Miguel Pereira/Global Imagens)
(Miguel Pereira/Global Imagens)

Serviço, com lançamento comercial em abril do ano passado, funcionava até aqui apenas na Grande Lisboa.

Os CTT estenderam o serviço de entrega de encomendas até duas horas ao Porto e Braga. O serviço Expresso para Hoje, até aqui denominado CTT Now, funcionava apenas em Lisboa.

“O alargamento do serviço a mais duas cidades, para além de Lisboa, é o reflexo da grande aceitação no mercado deste tipo de serviço de entregas rápidas e representa mais um passo dos CTT na senda da sua transformação digital, inovação e desenvolvimento do comércio eletrónico em Portugal”, diz Alberto Pimenta, Diretor de e-Commerce dos CTT, citado em nota de imprensa

O agora Expresso Hoje arrancou em novembro de 2017 em regime de piloto em Lisboa, tendo logo nessa época planos de expansão a outras zonas do país. O arranque comercial ocorreu em abril do ano passado na Grande Lisboa, com as entregas as serem feitas pelo pessoal dos CTT, mas também com recurso aos estafetas do serviços de entregas ao domicílio, No Menu.

Qual vai ser a estratégia para estas novas cidades? “Nesta primeira fase de lançamento nestas duas cidades, os CTT farão as entregas apenas com pessoal CTT, no entanto, estamos abertos, em função do mercado, a alargar a nossa plataforma a outros parceiros como “O No Menu”, adianta fonte oficial dos CTT quando questionada pelo Dinheiro Vivo.

O serviço de entrega de encomendas no mesmo dia, com um prazo até duas horas, assenta numa plataforma digital, com os clientes a poderem fazer seus pedidos através da aplicação no telemóvel ou no site e solicitar o envio do seu objeto, acompanhando o percurso do estafeta até ao momento da entrega. Para isso tem de registar no novo site dos CTT. “Após a introdução dos dados, nomeadamente a morada e o tipo de objeto a transportar, o cliente recebe uma estimativa do custo, realiza o pagamento e pode acompanhar online o estafeta durante todo o percurso”, descreve os CTT em nota de imprensa.

Leia ainda: CTT tem nova agência de publicidade e reposiciona marca

O preço é definido em função do número de objetos, de pontos de entrega pretendidos e distância percorrida. O cliente tem ainda a possibilidade de avaliar na aplicação a sua experiência nas várias fases de execução do serviço, destacam os Correios.

O anúncio da expansão do serviço de entregas a outras zonas do país, bem como o seu rebranding, surge na mesma semana em que os CTT anunciaram um reposicionamento de marca, com foco no reforço da empresa como operador logístico, procurando com isso retirar vantagens do crescimento do comércio online.

Este novo serviço vem reforçar o serviços digitais dos Correios ao nível de entregas, como o e-Segue (para acompanhar as encomendas) o Express2Me (morada virtual para envio de encomendas a partir de sites que não entregam em Portugal, já disponível para encomendas feitas nos Estados Unidos e Reino Unido), ou os Cacifos CTT 24H (para receção de encomendas com maior conveniência).

Neste último caso, o operador postal anunciou na terça-feira uma parceria com o Lidl para a colocação de cacifos CTT 24h em cinco supermercados da cadeia de retalho alimentar, elevando para 16 o número de cacifos dos CTT, serviço existente desde 2018.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Céu cinzento de Londres. Fotografia: D.R.

Portugal fora do corredor turístico britânico. Madeira e Açores entram

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, acompanhado pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (Foto: Mário Cruz/Lusa)

Recuperar poder de decisão na TAP obriga Estado a pagar mais

O presidente do conselho de administração da TAP, Miguel Frasquilho. (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Frasquilho: Reestruturação da TAP “não vai ser isento de dor”

CTT estende serviço com entrega em duas horas a Porto e Braga