CTT

Modernização. CTT investem 40 milhões de euros na rede postal e de distribuição

REUTERS/Rafael Marchante
REUTERS/Rafael Marchante

O investimento será feito nos próximos dois anos para "responder às novas exigências do setor postal" e melhorar as condições de trabalho.

Durante os próximos dois anos, os CTT vão investir 40 milhões de euros na modernização e reestruturação de toda a rede postal, através do Plano de Modernização e Investimento (PMI). O plano de transformação operacional da empresa foi apresentado em dezembro do último ano.

Com este investimento pretende-se reforçar e modernizar as infraestruturas respondendo às mudanças do comportamento do consumidor, do tráfego postal e da digitalização.

Os 40 milhões de euros vão servir para adquirir novas máquinas de separação de correio e modernizar toda a rede postal. A empresa liderada por Francisco Lacerda quer adaptar-se ao novo perfil de tráfego, à queda do volume de correio e ao crescimento da área de Expresso & Encomendas, fruto da alteração do comportamento do consumidor e da digitalização da economia e do mercado.

Para Francisco de Lacerda, presidente executivo dos CTT, esta é uma forma de se prepararem para o futuro. “Estamos a modernizar uma infraestrutura que foi desenhada há 30 anos, para responder às novas exigências do setor postal, continuar a potenciar a qualidade e melhorar as condições de trabalho, reforçando o importante papel dos nossos carteiros como elo de ligação às comunidades locais.”, explica.

Os CTT vão contar com a ajuda da consultora A.T. Kearney, segundo apurou o DV, para “redesenhar a arquitetura e da cobertura da rede” e a “concentração dos centros de distribuição postal”. O objetivo passa por ter uma rede adaptada “às alterações do tráfego e do mix de objetos”. A consultora já fez pesquisas no terreno e uma das estratégias poderá passar pela fusão de pequenos centros já existentes em centros maiores.

Os CTT esperam que esta medida gere ainda poupanças de entre 21 milhões e 25 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

EDP. (REUTERS/Eloy Alonso)

Concorrência condena EDP Produção a multa de 48 milhões

Secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves.
Maria João Gala / Global Imagens

Secretário de Estado da Proteção Civil demitiu-se

Outros conteúdos GMG
Modernização. CTT investem 40 milhões de euros na rede postal e de distribuição