correios

“CTT não prestam informação enganosa, nem mentem”, diz CEO da empresa

O presidente dos CTT, Francisco Lacerda, durante a apresentação dos resultados de 2018 da empresa, na sede dos CTT em Lisboa, 20 de fevereiro de 2019. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA
O presidente dos CTT, Francisco Lacerda, durante a apresentação dos resultados de 2018 da empresa, na sede dos CTT em Lisboa, 20 de fevereiro de 2019. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Presidente executivo dos CTT reage às acusações da Anacom, que acusou a empresa de divulgar informação enganosa sobre as reclamações.

“CTT não prestam informação enganosa, nem mentem”, garantiu Francisco Lacerda, CEO dos CTT, reagindo às acusações reiteradas esta quarta-feira pelo regulador do setor, a Anacom, de que a empresa prestou “informação enganosa” sobre as reclamações recebidas em 2018.

O CEO da empresa lembrou, durante a apresentação de resultados de 2018, “que os CTT seguem a norma europeia, a mesma que a Anacom utiliza e que engloba todas as entradas”.

A Anacom acusou os CTT de terem divulgado informação enganosa quando anunciaram a 13 de fevereiro que o volume de reclamações recebido no ano passado pela empresa tinha descido 7% e não subido mais de 30%, de acordo com os dados divulgados pelo regulador.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

fotografia: Luís Costa Carvalho

Corticeira Amorim investe oito milhões e inaugura nova fábrica nos EUA

António Mexia lidera a EDP desde 2005

António Mexia, CEO da EDP, ganhou 6.000 euros por dia em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
“CTT não prestam informação enganosa, nem mentem”, diz CEO da empresa