expansão

Cuatrecasas abre escritório em Pequim

Bandeira da China
Bandeira da China

Investimento insere-se na estratégia de reforço internacional da sociedade de advogados, tendo em conta a estabilização da economia chinesa

A Cuatrecasas, sociedade de advogados líder em Portugal e Espanha, dá esta quinta-feira um novo passo na sua expansão internacional, com a abertura de um novo escritório em Pequim. A presença na capital chinesa vem duplicar a aposta da empresa ibérica na China, onde está instalada, desde 2007, com um escritório em Xangai. Pablo Cubel, especialista em fusões e aquisições, é o sócio que assume a direção do novo escritório em Pequim.

Com 26 escritórios em 12 países do mundo, a Cuatrecasas conta com cerca de mil advogados que operam nos principais centros financeiros mundiais. O reforço da aposta na China deve-se à estabilização da economia chinesa, a par da sua crescente vocação como investidor no sul da Europa.

“A China, segunda maior economia mundial a seguir aos Estados Unidos, tem dado passos para estabilizar o seu crescimento, após a recente desaceleração, através do aumento do consumo interno e do investimento estatal e privado em mercados e setores diversificados, com especial enfoque nos EUA, Europa e América Latina”, destaca a Cuatrecasas em comunicado, sublinhando que a Ásia foi o terceiro mercado mais ativo em fusões e aquisições.

Só a China investiu, em 2015, mais de 30 mil milhões de dólares (cerca de 25,5 mil milhões de euros) na Europa, o que representa um aumento de 55% face a exercícios anteriores. Os dados são do relatório ‘As tendências do investimento chinês na Europa 2016-17’ elaborado pela ESADE Business School, de Barcelona, em parceria com a Cuatrecasas. O mesmo estudo mostra que o sul da Europa foi um “destino privilegiado” dos investimentos chineses, tendo arrecadado cerca de 30% do investimento total na Europa.

Portugal ocupa o segundo lugar no top dos países mediterrânicos e o sexto no conjunto da União Europeia, considerando o investimento acumulado entre 2010 e 2015. Só no ano de 2015, Portugal foi o oitavo países europeu a captar mais investimento estrangeiro, num total de 650 milhões de dólares. (552 milhões de euros). E Espanha, a China investiu, entre 2010 e 2015, mais de dois mil milhões de dólares (1,7 mil milhões de euros), com especial destaque para o setor imobiliário, logística, equipamentos industriais e bens de consumo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Portugal recebeu mais de 18 milhões de turistas até agosto

(Gerardo Santos / Global Imagens)

Portugal recebeu mais de 18 milhões de turistas até agosto

TVI-930x594

CMVM a analisar pedido de registo de OPA à Media Capital

Outros conteúdos GMG
Cuatrecasas abre escritório em Pequim